Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
HOME  (04-12-2021)
NOTÍCIAS  (23-10-2021)
ARQUEOLOGIA BÍBLICA  (21-10-2021)
ARTIGOS EDIFICANTES  (19-10-2021)
ESTUDOS BÍBLICOS  (18-10-2021)


MENSAGENS


NOTÍCIAS ANTERIORES

      PARA TER ACESSO A OUTRAS NOTÍCIAS, CLICK NOS LINKS NA PARTE DE BAIXO DA PÁGINA

 

Resultado de imagem para imagens sobre notícias


Adesão à bruxaria cresce mais de 100% ao ano, nos EUA

Cada vez mais jovens que foram criados em lares cristãos estão aderindo à feitiçaria como rebeldia a Deus, segundo o pesquisador cristão Michael Snyder.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHARISMA NEWS

Um estudo do Barna Group descobriu que apenas 4% dos americanos de 18 a 29 anos têm uma visão bíblica do mundo. Apenas 4%. (Foto: Reprodução).
Um estudo do Barna Group descobriu que apenas 4% dos americanos de 18 a 29 anos têm uma visão bíblica do mundo. Apenas 4%. (Foto: Reprodução).

Atualmente, os jovens americanos são muito menos propensos a se identificarem como "cristãos" do que as gerações anteriores. Mas isso não significa que eles desistiram de procurar um significado espiritual em suas vidas. É que a Wicca, uma forma popular de feitiçaria, tem crescido em uma taxa de mais de 100% anualmente, nos últimos anos.

De acordo com a American Religious Identification Survey (pesquisa americana de identificação religiosa), no período de 1990 a 2001 a média de crescimento da Wicca foi de 143% (de 8 mil a 134 mil adeptos), só nos Estados Unidos. De acordo com The Statesman, Anne Elizabeth Wynn afirma que "As duas mais recentes pesquisas de identificação religiosa americana declaram a Wicca, uma forma de paganismo, como a identificação espiritual de crescimento mais rápido na América".

E isso tem acontecido num momento em que o cristianismo tem estado em declínio nos Estados Unidos. Naturalmente, outros grupos pagãos e ocultistas têm explodido em popularidade. E uma das principais razões para isso é porque muitos jovens estão buscando maneiras de se rebelar contra suas criações cristãs conservadoras.

O pesquisador cristão Michael Snyder escreveu um artigo sobre o assunto para o site Charisma News. “Escrevi muito sobre como os jovens neste país são politicamente mais liberais do que seus pais e avós, e essa enorme mudança cultural em valores também tem uma dimensão espiritual”, ressalta.

Dado alarmante

Um estudo do Barna Group descobriu que apenas 4% dos americanos de 18 a 29 anos têm uma visão bíblica do mundo. Apenas 4%. A chocante verdade é que os valores da maioria das pessoas dessa geração se encaixam muito mais facilmente na espiritualidade pagã do que na maioria das igrejas cristãs evangélicas.

“Se você quiser dormir com várias pessoas, isso é ‘normal’ para a feitiçaria. Se você quer usar drogas e ficar ‘doidão’ todos os dias, isso é ‘normal’ para a feitiçaria. Se você quer ser uma feminista radical pró-aborto, isso é ótimo na feitiçaria. Se você quer ser um gay exibicionista transexual, isso é mais que aceitável na feitiçaria” escreveu Michael.

Ele continua: “Um dos grandes atrativos da feitiçaria é que ninguém o responsabiliza por nada, e você pode fazer tudo o que a Bíblia ordena que você não faça. Assim, para aqueles que desejam se rebelar contra suas criações conservadoras cristãs, se envolver na bruxaria pode parecer bastante natural”, explicou.

Rebeldia

O autor pontua que neste contexto, a bruxaria é uma "contra-espiritualidade para o conservadorismo religioso que definiu muitas infâncias". Alex Mar é uma autora que se tornou profundamente envolvida no mundo da feitiçaria. Mas ela não foi criada dessa forma. Na verdade, ela foi criada como cristã.

Ela diz que uma vez que aprendeu a pensar por si mesmo, seus pontos de vista políticos liberais a afastaram da igreja, e essas mesmas visões políticas acabaram por despertar uma curiosidade sobre a feitiçaria. “Uma vez que eu era velha o suficiente para pensar por mim mesma, eu quebrei com a igreja sobre questões de sexualidade, casamento, o direito de escolher e o conceito de pecado”, disse.

“Eu também não podia engolir o raciocínio por trás da exclusão de mulheres na igreja. Ao mesmo tempo, fui assombrada pela sensação de que há mistérios no universo. Quando soube que havia um movimento de feitiçaria norte-americano, que é radicalmente inclusivo, que vê as mulheres como iguais aos homens, e onde Deus talvez seja um ser feminino - fiquei instantaneamente curiosa”.

Michael finaliza: “Nossas escolas públicas tornaram-se centros de doutrinação liberais que estão ensinando nossos jovens a adotar uma maneira anti-cristã de ver o mundo e toda essa propaganda está sendo apoiada pelas milhares e milhares mídias de entretenimento anti-cristão, que nossos jovens são constantemente consumindo”.

 

 


Mulher que diz ser “Deus na terra” atrai multidões na África

Vicentia Tadagbe conseguiu influenciar até presidente do país

Na Santíssima Igreja de Jesus Cristo de Baname, em Benin, África, milhares de fiéis se reúnem para adorar a Deus. Porém, para eles a divindade está encarnada em uma mulher de 25 anos, que promete acabar com o reinado do diabo na terra.

Vicentia Tadagbe Tchranvoukinni, que chama a si mesmo de “Perfeita” e “Espírito Santo de Deus”. Ela promete expulsar os demônios que dominam o país, numa referência ao vodu, religião mais praticada no país.

Misturando o discurso de igrejas pentecostais, da qual ela fazia parte, com rituais católicos –  desde que se juntou a um ex-padre que agora se declara “papa” – a Santíssima Igreja atraiu até o presidente da república.

Sua presença carismática e os confrontos com outras religiões a fizeram conhecida no país inteiro recentemente. Primeiro por que foi expulsa do organismo que reúne as igrejas cristãs de Benin e, mais recentemente, quando cinco fiéis morreram em um ritual liderado por ela.

Em meados de janeiro, cinco seguidores sufocaram até a morte após serem trancados em um quarto onde deveriam orar por libertação. A fumaça do incenso aceso no local provocou asfixia. Até o momento, nem ela nem a liderança da igreja foram responsabilizados.

Todos os domingos, milhares de seguidores sobem uma colina no distrito de Zou, em Baname, a 130 quilômetros ao norte da capital, para ouvir Vicentia pregar. Fundada em 2009, sua igreja – classificada hoje como seita – cresceu rapidamente em todo o país.

Vicentia Tadagbe e Papa Christophe 18
Vicentia Tadagbe e Papa Christophe 18. (Foto: AFP)

A imagem da divindade encarnada, com seu conhecido chapéu vermelho, está espalhada por vários lugares. O relato feito por ela mistura elementos do cristianismo e das religiões animistas tradicionais do país. Vicentia alega ter caído do céu na Terra, onde foi encontrada por um pastor de gado em meio aos arbustos.

Seu discurso é que veio terminar uma “missão”. Seu maior aliado é o Papa Christophe 18, nome adotado  pelo ex-padre Mathias Vignan, o maior “evangelista” da Santíssima Igreja de Jesus Cristo de Baname.

Desde que assumiu o cargo, ele tem instigado seus seguidores contra os católicos que se recusam a aceitar Vicentia. “As pessoas não entendem que o Espírito Santo Criador do Céu e da Terra usa o corpo da Perfeita como seu templo”, explica ele à imprensa.

“Ela veio para terminar o reinado de Belzebu, por fim ao domínio da feitiçaria e todos os espíritos malignos que impedem a humanidade de se desenvolver”, sublinha.

Nas missões de evangelização, realizada por seus seguidores, há relatos de conflitos e agressões, inclusive com mortos. Os “guerreiros de oração” saem a campo armados de pedaços de pau e facões e não tem medo de usá-los contra que os rejeita.

Em janeiro de 2014, o governo de Benin começou uma investigação formal sobre a igreja quando começou a receber “numerosas queixas” de comunidades religiosas, políticos e líderes tradicionais.

Na ocasião, o ex-presidente da república, Thomas Boni Yayi, procurou pessoalmente Vicentia para conversas. Até hoje, nenhuma ação judicial foi tomada contra ela. De lá para cá, a esfera de influência de Tchranvoukinni só cresceu.

Ela defendeu publicamente a candidatura do presidente Patrice Talon, eleito em março de 2016. Desde então, apesar das denúncias, a Igreja de Baname teve um crescimento exponencial.

 Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br 

 


Estudo aponta que número de muçulmanos no mundo poderá superar o de cristãos nas próximas décadas

A expansão do islamismo em todo o mundo poderá levar a religião de extremismos a se tornar a mais popular do planeta em 2070, de acordo com um novo estudo realizado pelo Pew Research Center, uma entidade dedicada à pesquisa do comportamento social.

No islamismo, as mulheres atualmente têm taxa de fertilidade superior às demais, com média de 3,1 filhos, o que gera um crescimento numério considerável. De acordo com o estudo divulgado pelo Pew Research Center, a religião muçulmana crescerá a uma taxa de 73% até 2050, enquanto o cristianismo terá um ritmo bem menor: 35%.

De acordo com informações do Christian Post, o estudo – intitulado “Muçulmanos e Islã: principais descobertas nos EUA e ao redor do mundo” – prevê que o número de muçulmanos ao redor do mundo alcance 2,92 bilhões de pessoas em 2070, enquanto os cristãos somem 2,76 bilhões.

Se essa previsão se comprovar, os muçulmanos terão crescido num rito quase 100% do que a média da população mundial, já que as estimativas apontam que o crescimento nesse período seja de 37% – algo que já é visto como preocupante em termos de meio-ambiente e alimentação.

Um levantamento de 2010 apontava em 2,17 bilhões os cristãos ao redor do mundo, com 1,6 bilhão de muçulmanos. Em ambos os casos existem concentrações: os cristãos, em sua maioria, vivem no ocidente, entre Europa e Américas; enquanto os muçulmanos têm como reduto o Oriente Médio e partes da África.

O Pew Research Center é sediado nos Estados Unidos, onde os muçulmanos podem saltar dos atuais 1% da população (aproximadamente 3,2 milhões de pessoas) para 2,1% em 2050, um crescimento superior a 100%.

Na Europa – continente que vem recebendo grande quantidade de imigrantes e que tem na França o principal reduto dos muçulmanos – o número dos seguidores de Maomé crescerá significativamente, chegando a 10% da população daqui a 33 anos.

A expectativa é que o número de ateus e não-religiosos diminua percentualmente, já que, apesar da expectativa de seu crescimento em países europeus e nos Estados Unidos, em termos globais, a tendência é de queda: dos atuais 16,4% para 13,2% na década de 2050.

 

Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br 

 


Feminismo e islamismo se assemelham na rebeldia contra a Bíblia, diz ex-muçulmana


“Os muçulmanos são muitas vezes frustrados, não sabendo o que dizer quando questionados sobre o que é a ‘jihad’, o que é que ‘taqiyya’ [o termo árabe para a decepção, permitindo que os muçulmanos mintam sob a lei Sharia]. Nenhum muçulmano comprometido pode aventurar-se a dizer a verdade sobre essas doutrinas islâmicas, nem mesmo para eles mesmos. Os que deixam o islamismo, como eu, são aqueles que simplesmente não conseguiram continuar com as mentiras”, disse ela.

O feminismo esquerdista se une ao islamismo contra o cristianismo

Outro aspecto importante destacado por Darwish é a sua afirmação de que o islamismo, apesar de ser acusado de oprimir as mulheres, quando se trata de questões relacionadas a Bíblia cristã, o feminismo esquerdista se une ao islamismo:

“Os esquerdistas no Ocidente gostam de se declararem ‘liberais’. ‘Eu defendo a liberdade, a democracia, a liberdade de expressão’. Mas o que existe realmente é o ódio, a sua posição é mais uma rebelião do que uma ideologia estabelecida”, disse ela.

Questionada pelo The Christian Post sobre a diferença entre muçulmano radical e moderado, considerando os esforços de alguns autores para reformar a doutrina islâmica, como Zuhdi Jasser e Asra Nomani, ela disse que considera louvável esse esforço, mas vê com pessimismo essa tentativa, insistindo que se trata da própria doutrina:

“64% do Alcorão está falando sobre não-muçulmanos de uma maneira muito depreciativa, com muitas passagens ordenando para que eles sejam mortos, uma vez que eles são ‘inimigos de Alá”.

Por fim, Darwish contou sobre a sua experiência de conversão e disse ter sido privilegiada por encontrar em Jesus Cristo a Verdade e poder falar disso publicamente nos Estados Unidos, sem ser proibida:

“Eu só agradeço a Deus cada minuto do dia por estar na América, que me permitiu tocar em uma Bíblia e conhecer Jesus. É um privilégio estar livre para tocar uma Bíblia, para falar sobre isso em público. E isso é algo que é proibido se você vive no mundo muçulmano.”, disse ela.

 

Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br 

 

 


 

Zé do Caixão converteu-se ao evangelho?

Recentemente, circularam na internet notícias de que o cineasta José Mojica Marins, mais conhecido com Zé do Caixão, teria se convertido ao evangelho.Fotos foram publicadas com o cineasta na igreja, inclusive ao lado de pastores.Mas para outros a coisa não é bem assim.
veja o que diz esta reportagem:
Aos fãs do terror, calma: Zé do Caixão não está com os dias contados. Aliás, ele é eterno. Seu criador e intérprete, o cineasta José Mojica Marins, 80 anos, que se declara católico não praticante, tampouco se converteu à Igreja Adventista do Sétimo Dia. 
As fotos que têm circulado pelas mídias sociais de Mojica num culto evangélico são reais, mas não seu batismo. Segundo Lins Marins, filha de Mojica, o pai se casou há dois anos com Nilce, que é evangélica e frequenta a Igreja Adventista. Para acompanhá-la, ele vai a cultos e diz ser muito bem recebido. 
"A história deles é muito bonita: tiveram uma relação há mais de 20 anos, se separaram, e ela esperou meu pai por todo esse tempo porque sempre foi apaixonada por ele. Há dois anos, se casaram. Por ser importante para ela, meu pai vai a alguns cultos. Se fosse qualquer outro casal, não seria estranho, mas por envolver o Mojica, vira um alarde", afirma Lins. 
E completa: "O Zé do Caixão não acredita nem em Deus nem no diabo. O Mojica nunca seguiu muito nenhuma religião". Também cineasta, ela um longa-metragem com o pai que será lançado ainda neste semestre. 
O assessor de imprensa da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América Latina, Felipe Lemos, confirma a história: "Mojica está indo a uma congregação adventista. Em alguns cultos, existe um apelo ao batismo, que funciona como um convite, em que é feita uma oração especial a quem se apresenta. Ele se apresentou e recebeu a oração, mas não houve batismo". 
"Não há interesse da nossa igreja em interferir na vida das pessoas", afirma. "Ele será sempre bem-vindo, mesmo que seja só simpatizante, assim como qualquer pessoa. Ele pode estudar a Bíblia conosco e, eventualmente, ir modificando sua vida a partir disso, mas é um processo pessoal. Não estabelecemos pré-condições para receber as pessoas nem nenhuma igreja deveria dizer quem pode ou não frequentá-la." 


Assédio 
Lins conta que Mojica já recebeu convites para se tornar evangélico: "Meu pai sempre significou um desafio às igrejas. Já até ofereceram dinheiro para ele se converter, pois o fato daria muita mídia e mostraria que eles o teriam tirado do mau caminho". 
Desta vez, no entanto, o cineasta tem ido aos cultos por conta própria, diz Lins, e tem comentado que todos são simpáticos a sua presença. "Ele encara tudo como troca de informação e conhecimento. Se um budista o convidar, ele também irá a um templo", exemplifica a filha.


Fonte: http://www.noticiascristas.com  Originalmente publicada em Catraca Livre

 


 

 


 

Vereadora se recusa ler a Bíblia e gera polêmica na Câmara de Araraquara

Thainara Faria (PT) é católica mas não vai ler o livro no início das sessões.
Regimento interno determina que parlamentares leiam trechos do livro.

Ana Marin*Do G1 São Carlos e Araraquara

Postado em 10/02/2017

                     Reprodução/G1

Thainara Faria (PT) durante fala na tribuna (Foto: Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Araraquara)

Na primeira sessão ordinária do ano na Câmara Municipal de Araraquara (SP), a vereadora Thainara Faria (PT) causou polêmica ao justificar aos demais vereadores por que não participará do “rodízio” para ler um trecho da Bíblia, como determina o regimento interno da casa na abertura dos trabalhos parlamentares.

“E se ao invés de chamarmos o vereador para ler um trecho da Bíblia, a gente chamasse um vereador para vir aqui e encarnar um caboclo e falar a palavra de outras religiões?”, questionou.

Segundo o regimento interno da Câmara, a leitura da Bíblia deve ser feita pelos parlamentares em todas as sessões, obedecendo à sequência da ordem alfabética.

Caso algum não queira participar do rodízio, deve solicitar a retirada de seu nome da lista elaborada para este fim.

Sou católica praticante, mas não posso doutrinar minha religião aos outros, isso é um erro. (...) Eu não posso colocar meus interesses particulares e pessoais de religião no ambiente político, isso é um erro"

Thainara Faria, vereadora

Estado Laico


Estudante de direito, Thainara tem 22 anos, é a mulher mais jovem e a primeira negra a ocupar uma cadeira na Câmara de Araraquara.

Em seu primeiro discurso, ela afirmou que o Brasil é um Estado Laico e, por isso, as entidades governamentais têm que ser neutras em relação às religiões.

“Sou católica praticante, mas não posso doutrinar minha religião aos outros, isso é um erro. Meus princípios e o princípio religioso que sigo têm que ser para ‘Thainara Faria’ pessoa. A vereadora tem que representar o povo. Eu não posso colocar meus interesses particulares e pessoais de religião no ambiente político, isso é um erro”, justificou.

Thainara ainda sugeriu aos outros 17 vereadores a ampliação do leque espiritual, contemplando a leitura de outros livros sagrados, como o evangelho kardecista, o alcorão e até mesmo textos sobre o ateísmo.

 

Fonte: http://www.metropoles.com 

 


Companhia implanta chips em seus trabalhadores na Bélgica

De acordo com relatório, o objetivo destes implantes é substituir os cartões de identificação dos empregados, o que os permite entrar no escritório, e assim como terem acesso a seus computadores.

                                       Postado em 10/02/2017                          

                                       Resultado de imagem para imagem de empresa

                                                                       Imagem ilustrativa

BELGICA. – A Companhia de marketing digital belga Newfusion implantou  oito microchips  em seus trabalhadores, segundo informou o periódico local Le Soir. De acordo com um relatório da empresa, o objetivo de desses implantes é substituir os cartões de identificação dos empregados, o que os permite entrar no escritório, e assim como terem acesso a seus computadores. Cada chip subcutáneo tem o tamanho de um grão de arroz e custa cerca de 100 euros.

Por enquanto, ningém está obrigado a usá-lo.

Trata-se de un projeto voluntario. A idéia foi sugerida por um dos empregados que, frequentemente, esquecia o seu crachá, segundo declarou o presidente da empresa, Vincent Nys, à rede belga VRT.

Ele ressaltou ainda que os empregados que não desejarem submeter-se ao implante podem adquirir um anel fornecido pela empresa que realizará a mesma função do chip. No que diz respeito à segurança da informação pessoal, afirmou que “um iPhone é dez vezes mais perigoso”.

Os chips desse tipo já são utilizados há vários anos no Estados Unidos,embora sejam proibidos nos estados de Wisconsin e da Califórnia. O fato é que os especialistas da área de  medicina ainda não chegaram a um consenso com respeito à influencia do chip na saúde humana.

Em que parte do corpo eles colocaram esses chips que são do tamanho de um grão de arroz?  Entre os dedos indicador e polegar ( Ou seja, na mão), de acordo com agencia EFE.

É a primeira vez que se pratica este método revolucionário nas empresas da Bélgica. Em 1998, o cientista britânico Kevin Warwick realizou esse mesmo experimento. O protótipo está exposto no Museu de Ciências de Londres 

Segundo a EFE, esses chips vêm sendo implantados há muito tempo nas pessoas em alguns hospitais dos Estados Unidos.

Um informe da Associação Médica dos Estados Unidos, disse em 2007 que esses processadores sob a lele podem atentar contra a privacidade e a saúde das pessoas.

 

Fonte: notíciacristiana.com

 


 

 


 

Cristãos fazem grafites nos muros para evangelizar população, em Cuba

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para embelezar os muros de Havana, capital de Cuba, com uma mensagem de esperança e fé.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

         

          Postado em 04/02/2017

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para evangelizar cubanos. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)
Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para evangelizar cubanos. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para embelezar os muros de Havana, capital de Cuba, com uma mensagem de esperança e fé.

"Todo mundo tem um pedaço dessa parede para fazer uma imagem diferente, mas com o mesmo significado. Os três céus irão se complementar em um só, unidos por um único texto", disse o artista plástico Rafael Díaz.

“O que queremos é que o Espírito Santo ministre as vidas mais do que a nós”, acrescentou o artista plástico Roberto Molina.

Para os jovens, o evangelismo através das artes é uma maneira criativa e influente de pregar a Palavra de Deus.

“Não é apenas por meio da música ou do teatro, mas também podemos usar as artes plásticas. Não queremos fazer uma única pintura, mas três artes que se complementam”, explica Díaz. “E isso é algo muito diferente. É a Palavra de Deus sendo capturada em uma imagem”, continua o artista Alejandro Rubiera.


Esboço da arte que será levada para os muros de Havana, em Cuba. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)

"As pessoas nos perguntam por que estamos fazendo isso, e quando respondemos: esta é uma mensagem para você e todas essas pessoas que estão vendo. É uma mensagem de paz”, conta Rubiera.

“O objetivo deste é que as pessoas possam ser ministradas, possam ver que há uma esperança, que há solução para os seus problemas”, indica Molina.

Os recursos utilizados para a intervenção artística foram bancados pelos próprios jovens. Mesmo assim, eles pretendem expandir suas artes, que hoje estão expostas na oeste de Havana. Os moradores da região encaram a iniciativa de maneira favorável.

"É algo muito agradável, porque essa parede era muito suja e estava em mau estado. Além disso, dá uma imagem diferente para o bairro. Tudo é muito agradável e muito alegre", disse um vizinho.

"Eu acho um passo gigantesco poder sair da estrutura da igreja ou de um quadro. Estamos fazendo isso em um grande muro da cidade. Para mim é um prazer trabalhar para o meu Pai, que está no céu", disse Rubiera.

 


Depois de revelar que não é ateu Mark Zuckerberg visita pastores para aprender sobre “o papel da igreja”

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, após ter afirmado que não era mais ateu, reuniu-se com líderes religiosos e professores de teologia no Texas. Ele não foi dar nenhuma palestra sobre novas tecnologias, mas sim para ouvir e aprender. 
“Todos os anos, eu assumi um desafio pessoal de aprender coisas novas e crescer para fazer melhor o meu trabalho”, disse ele em sua nova página do Facebook, a “Mark’s Year of Travel”. 
“Minha esperança com este desafio é sair da rotina para falar com mais pessoas sobre como elas estão vivendo, trabalhando e no que pensam para o futuro”, disse ele. 
Zuckerberg postou fotos de um encontro com pastores em uma cafeteria na cidade de Waco na semana passada. O assunto foi as tendências religiosas do momento, noticia a CBN News. 
O bilionário de 32 anos afirma estar interessado em aprender como as igrejas criam uma comunidade. Judeu de nascimento, ele passou alguns anos se considerando ateu, mas recentemente afirmou ter mudado de ideia e que considerava a religião algo “importante”. 
Aaron Zimmerman, um pastor episcopal que participou da reunião explicou a Zuckerberg que na maioria das igrejas há um encontro de toda a comunidade para adorar e atrair pessoas para Deus e também espaços menores, onde as pessoas se relacionam com mais profundidade. 
Na avaliação de Zimmerman, o fundador do Facebook demonstrou humildade e querendo aprender. “Fiquei impressionado como alguém que poderia ter entrado na sala como se fosse dono do mundo, mas com sua marca registrada: moletom e calça jeans”. 
O pastor disse ainda que os pastores “falaram 90% do tempo” e Zuckerberg parecia interessado. “Isso me impressionou muito”, sublinha. 
John Crowder, pastor da Primeira Igreja Batista de West, cidade texana vizinha a Waco conta que “Zuck”, como gosta de ser chamado, também visitou pastores daquela comunidade. 
“Eu pensei que ele iria fazer um discurso promovendo uma instituição de caridade ou alguma inovação tecnológica, mas ele queria nos ouvir”, afirma, mostrando surpresa. 
Crowder ressalta que Zuckerberg perguntou bastante sobre como as igrejas ajudaram a cidade após a explosão de uma fábrica de fertilizantes em 2013, algo que teve grande impacto na pequena cidade. 
“Nós contamos a ela que logo após a explosão, as pessoas da cidade simplesmente entravam na igreja pedindo ajuda”, lembra o pastor. “Eles sabiam que naquele lugar teriam apoio e este é o papel que a igreja desempenha, pelo menos em nossa pequena cidade”, ressalta. 
Além disso, Zuckerberg quis aprender como as igrejas priorizam seus ministérios. “Ele estava interessado em quanto a igreja se dedica ao que ele chamou de ‘religião’ e o quanto ela se concentra no que chamou de ‘serviço comunitário’ “, disse Crowder. “Essa realmente não é uma pergunta ruim para que as próprias igrejas se perguntem de vez em quando”, assegura. 
Em sua nova página, Zuckerberg relatou como foi a experiência. “Nós podemos vir de diferentes caminhadas de vida, mas todos queremos encontrar propósito e autenticidade em algo maior do que nós mesmos. Obrigado a todos que compartilharam suas histórias comigo nos últimos dias. Vou me lembrar dessa experiência por muito tempo”, escreveu.

Originalmente publicado em WacoTrib

 


polícia israelense prepara plano de segurança para vinda do Messias

Por Peña Ruíz Nínro

                       Postado em 30/01/2017

                       

Estados Unidos. Embora Jesus Cristo já tenha se revelado ao mundo, os judeus ainda estão organizando para a vinda do Messias.Além dos rabinos e estudiosos da lei judaica, o departamento de polícia disse que Israel está se preparando para a sua chegada.

"Quando o Messias vier, todo mundo vai querer abordá-lo, então ele vai ser muito cercado", disse o comissário de polícia de Israel, local Roni Alsheikh Israel Breaking News.

"Este será um momento em que temos de ser muito fortes e respeitar os nossos colegas."

O comissário disse que a polícia quer tomar medidas preventivas de segurança para o evento futuro. "Em breve, se Deus quiser, teremos de começar a preparar uma operação de segurança para a chegada do Messias".

Principais rabinos israelenses também têm direcionado os judeus para se preparar para a chegada iminente do Messias.Para os cristãos, no entanto, a vinda do Messias é a segunda vinda de Cristo.

Jan Markell, fundador da Árvore Ministério da Oliveira, acredita que as pessoas que não experimentam a verdadeira fé estão mais interessados ​​no fim dos tempos cristãos.

Markell observa que alguns sinais mostram como líderes judeus se preparam para a chegada do Messias, como as reuniões do Conselho para desenvolver planos, a construção do Terceiro Templo, a novilha vermelha necessário para os seus rituais e construir um altar para sacrifícios.

Sinais actuais dos últimos tempos

Bill Nuvem, o Ministério Shoreshim diz que muitos judeus se voltarão para Deus quando o mundo se voltar contra sua nação. "Com a recente decisão da ONU, onde os Estados Unidos se abstiveram na votação no Conselho de Segurança e Israel recebeu uma" facada nas costas "da administração Obama, sinto que muitos judeus estão começando a perceber que não há ninguém que possa salvá-los ".

O perito em Escatologia, Carl Gallups diz que se entristece ao ver os judeus ainda à procura de um Messias que já veio.No entanto, ele também tem uma avaliação positiva sobre estas preparações.

"Penso que este fervor, especialmente nestes tempos proféticos, mostra a atitude de expectativa que parece estar varrendo o planeta", disse ele. "As pessoas em todo o mundo sabem que" algo vai acontecer ': será o retorno do Messias ou ou será o Anticristo?Muitos se perguntam sobre a possibilidade de uma Terceira Guerra Mundial, uma aliança contra Israel no período da tribulação. Estas questões são temas de discussão do mundo e tecnologia de hoje ajuda a proliferar estas discussões ".

Gallups também diz que os cristãos devem se alegrar com a crescente aceitação de Jesus como o Messias para os judeus. "Sabemos que um número recorde de judeus, tanto em Israel e em todo o mundo estão  reconhecendo Jesus como o Messias, Senhor e Salvador", disse ele. "Muitos vêem isso como a reunião dos últimos dias profetizados como o" remanescente "antes do retorno de Jesus."

Pastor Mark Biltz, fundador do Ministério El Shaddai e um dos principais estudiosos do fenômeno da "Lua de Sangue" sustenta que a atitude cristã em relação a Israel é extremamente importante neste momento.

"Muitos judeus acreditam que os cristãos vão voltar a Israel para ver o cumprimento da profecia, . Os cristãos têm de mostrar o seu amor por Israel e ao povo judeu, sem expectativas ou motivos impróprios, como a esperança de algum tipo de conversão ao cristianismo. Enquanto isso, o papel de Israel vai ser desempenhado neste momento, cumprindo o que Deus espera deles desde o início ", diz Biltz.

 

Fonte: http://www.noticiacristiana.com 

 

 

 


 

Excomungado da Igreja Católica, Martinho Lutero ganha selo do Vaticano

Em clima de celebração pelos 500 anos da Reforma Protestante, o Vaticano irá produzir selos comemorativos com o rosto do reformador alemão.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

                      Publicado em 20/01/2017

            Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica. (Foto: Reprodução).
Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica. (Foto: Reprodução).

Um dos nomes mais famosos da história do movimento protestante vai aparecer em um selo católico romano. Martinho Lutero está sendo comemorado de várias formas neste ano. O motivo? 500 anos da Reforma Protestante. Sua atitude marcou a história quando o reformador alemão pregou suas 95 teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg.

Agora, o Vaticano - que é um Estado em seu próprio direito - resolveu oferecer selos que carregam a imagem de Lutero. O site Lifesitenews afirma que o selo será emitido durante um período neste ano.

O movimento é surpreendente porque embora Lutero tenha começado seu ministério como um sacerdote católico romano, ele foi excomungado pelo Papa em 1521.

O modo como as diferentes igrejas estão marcando o início da Reforma está sendo observado. Opapa Francisco foi criticado por alguns católicos romanos conservadores por seus eventos conjuntos com os luteranos na Suécia.

Enquanto isso, os Arcebispos de Canterbury e York emitiram uma declaração em nome da Igreja da Inglaterra, que destaca os aspectos positivos e negativos da separação na Igreja ocidental.

Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica, mas eles também apresentaram outras ocasiões históricas, como a queda do Muro de Berlim.

O papa é pop?

Em novembro de 2016, durante um evento que integrou a celebração dos 499 anos da Reforma Protestante na Suécia, o papa Francisco e o presidente da Federação Luterana Mundial, Munib Younam, assinaram uma “declaração conjunta”.

No documento oficial ambos os líderes representam as duas vertentes do cristianismo (católica e luterana) e se comprometem a trabalhar juntos para acolher os refugiados e combater o extremismo religioso. Francisco aceitou o convite para participar dos atos comemorativos dos 499 anos da Reforma e assinou a declaração oficial, após uma oração conjunta realizada na Catedral de Lund.

O papa e os evangélicos

Já em junho do ano passado, um grupo de pastores norte-americanos e europeus se reuniu com Francisco. Nomes como Mike Bickle, Che Ahn, Kris Vallotton e Stacey Campbell estiveram entre os líderes presentes no Vaticano para um diálogo sobre o cristianismo.

De acordo com o líder do ministério House of Prayer (IHOP), Mike Bickle, o objetivo da reunião foi iniciar um diálogo sobre a visão de Francisco em relação a Jesus Cristo e ao cristianismo. "A reunião durou cerca de duas horas. Eles nos deram a oportunidade de fazer perguntas. O encontro foi muito caloroso e pessoal", disse ele ao site Charisma News.

 


 

 

Ex-presidiário volta em trem que assaltou e prega o Evangelho

O homem foi expulso de casa aos 14 anos e chegou a dormir no mesmo metrô onde fez assaltos. Foi preso e hoje voltou para pregar o Evangelho.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE HELLO CHRISTIAN

 

À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa:
À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa: "Deus abençoe aqueles que estão saindo". (Foto: Reprodução).

Esse homem estava cheio do Espírito Santo, quando se sentiu motivado a pregar o evangelho depois de entrar em um metrô de Nova York (EUA). Os resultados foram notáveis. Não era uma conversa normal com um grupo de estranhos, o poder de Deus estava naquele trabalho.

"Ninguém jamais afirmou isso: ‘Eu sou o caminho, eu sou a verdade, e eu sou a vida", disse ele dentro do metrô. "Você vê, todo mundo clamava para ter isso, mas Jesus Cristo afirmou que ele era exatamente isso que as pessoas precisavam", continuou ele.

À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa: "Deus abençoe aqueles que estão saindo". Na mesma hora, várias pessoas disseram: “Amém”.

O homem também aproveitou para contar seu testemunho. "Eu não sei onde estão seus erros, mas eu sei onde estava o meu. Veja, eu cresci no bairro Queens e no Brooklyn. Com 14 anos eu entreguei minha vida para Cristo. Com 14 anos minha mãe me expulsou de casa e eu me tornei um desabrigado. Permaneci nessa vida por 9 anos", disse ele.

"Eu costumava dormir nesse metrô, eu costumava roubar as pessoas, eu costumava roubar. Por isso eu acabei sendo preso", continuou.

"Alguém pode se identificar com isso? Todos nós passamos por uma luta”, diz ele no vídeo enquanto algumas pessoas balançam a cabeça concordando com ele. "Bem, eu estou aqui para lhe dizer esta noite que há uma verdade, e esta é a verdade, que o evangelho de Jesus Cristo pode mudar sua vida", ressaltou.

“O evangelho de Jesus Cristo, quando você crê em seu coração, pela fé, ele vai mudar você e vai transformar sua identidade”, prosseguiu.

"A verdade é que o Criador, no céu, fez o homem à sua imagem. Você é feito à imagem de Deus, por isso há grandeza dentro de você. Há potencial dentro de você, há um poder que está esperando para ser liberado. E esse poder só pode ser liberado pelo poder do Espírito Santo", exclamou o homem.

“Sim”, alguém gritou. “Não podemos obter esse espírito a menos que recebamos a Cristo”, disse o pregador. “Amém”, outra pessoa gritou.

 


 

Homem ugandense enterrado com US $ 55.000 para apaziguar Deus no Dia do Juízo Final

Homem ugandense enterrado com US $ 55.000 para apaziguar Deus no Dia do Juízo Final

Uganda

Um funcionário público ugandês instruiu sua esposa a enterrá-lo com uma quantia em dinheiro de 200 milhões de xelins ugandeses (equivalente a US $ 55.000). O dinheiro destinava-se a apaziguar Deus pelos pecados terrenos do falecido.

Charles Obong, de 52 anos, até sua morte foi um oficial de pessoal sênior do Ministério do Serviço Público por uma década (2006-2016). Seu genro confirmou que sua vontade declarou que sua esposa deve depositar uma quantidade enorme de dinheiro em seu caixão.

O dinheiro deveria ser dado a Deus no Dia do Juízo como ofertorio para que seus pecados pudessem ser perdoados.Mesmo que o pecado exato não foi declarado, ele pediu a seu irmão e irmã para garantir que sua esposa faz como ele instruiu.

O portal de notícias Daily Monitor do Uganda informa que ele morreu em 17 de dezembro de 2016 após uma doença prolongada e foi enterrado em sua casa ancestral no distrito de Lira do norte do país. O portal acrescenta que o caixão metálico que ele foi enterrado custou 20 milhões de xelins (US $ 5500).

Sua vontade foi no entanto "violada" no fim de semana depois que seus restos foram exumados eo dinheiro retirado pelos membros de seu clã.

O parlamento de Uganda em setembro anunciou o pacote funeral de $ 20.000 para cada legislador como uma maneira de garantir que os membros falecidos da Assembléia Nacional sejam dados enterros apropriados. O parlamento planejou gastar 67,7 milhões de xelins em enterro por cada membro que morreu.

A quebra de 67,7 milhões de xelins gastos funerários

  • Um caixão state-of-the-art classificado como American Casket em Shs 6m
  • Shs 5,5m para o túmulo
  • Shs 4.5m para livros de Ordem de Serviço
  • Shs 15m sobre a alimentação de luto e
  • Shs 17,5m em subsídios para a polícia.

 

Fonte: http://www.africanews.com 

 


 

 


 

"Agradeço todas as noites por Deus ter me tirado das mãos de Lúcifer", diz Casagrande

O comentarista esportivo relatou em testemunho na "Assembleia de Deus Novo Tempo" que Deus o livrou de Lúcifer quando ele estava em casa e foi cercado por imagens malignas.

FONTE: GUIAME, KARLOS AIRES

                               Publicado em 16/12/2016

                     Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou quando ele o questionou. (Foto: Reprodução/Facebook).
Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou quando ele o questionou. (Foto: Reprodução/Facebook).

O comentarista esportivo Walter Casagrande Jr., também conhecido como “Casão”, testemunhou na Assembleia de Deus Novo Tempo, em São Paulo, um livramento que Deus lhe deu. Em um vídeo publicado no Facebook por Reginaldo Santos, ele que já declarou em um programa da Jovem Pan ter “simpatia por Lúcifer” contou que lutou contra forças malignas em sua casa e que Deus interveio em seu favor.

O vídeo inicia com ele relatando que estava em casa em uma madrugada. “Eu ficava de madrugada sentado no sofá e as imagens apareciam no sofá e tudo mais. Num determinado dia, as vezes que eu recorria a uma ajuda espiritual, eu não sabia nem fazer uma oração. Eu não tinha nenhum conhecimento da vida de Cristo. Eu tinha da vida de Lúcifer, então eu não conseguia me defender daquilo ali”, disse.

“E quando eu ia procurar essas coisas na internet, quando eu encontrava a internet caia, faltava energia, sempre bloqueava qualquer ajuda que eu tentava ter”, contou o comentarista.

“Ai, em uma determinada noite eu estava na sala e senti uma presença e pensei: 'Agora é o meu fim'. Ai, eles estavam vindo mesmo para me matar. Eles vinham na minha direção e eu fui me afastando até chegar na parede. Ai, eu senti uma presença do lado, que era Lúcifer e eu falei: 'Pô, você vai deixar eles me pegarem? Eu falei da sua vida até agora e você vai deixar eles me pegarem?’”, relembrou Casão.

Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou. “Ai, ele não respondeu nada e as imagens continuaram. Foi ai que eu comecei a orar o Pai Nosso. Eu estava desesperado e as imagens continuavam. Mas, de repente sairam de dentro de mim orações que eu nunca tinha feito. E eu falando que Cristo vivia no meu coração”, contou.

“Até que as imagens começaram a desaparecer. E daquele dia em diante eu senti que a minha vida era de Cristo. Eu ainda não estou em nenhuma igreja, mas eu agradeço todas as noites por Deus ter me tirado das mãos de Lúcifer. Eu senti Cristo do meu lado, Ele me abraçou naquela noite. Ele me colocou nos braços dele. Eu não estava do lado dEle, mas Ele quis me defender mesmo assim”, finalizou.

 

 


 

 

Liberdade religiosa no mundo diminuiu nos últimos dois anos, diz relatório 

Postado em 19/11/2016

                          Resultado de imagem para intolerancias religiosa nos paises comunistas
A liberdade religiosa do mundo diminuiu nos últimos dois anos, sendo que em países como a Síria, o Iraque, Afeganistão, Nigéria, Coreia do Norte, Arábia Saudita e Somália a situação já era tão má que se manteve. Estas são algumas das conclusões do relatório de 2016 Liberdade Religiosa no Mundo da Fundação AIS e que será apresentado amanhã em Lisboa.

Entre junho de 2014 e junho de 2016, "a liberdade religiosa diminuiu em onze - quase metade - dos 23 países com piores infrações. Noutros sete países desta categoria, os problemas já eram tão maus que dificilmente poderiam ficar piores", pode ler-se no documento. "A nossa análise também revela que, dos 38 países com violações mais significativas da liberdade religiosa, 55% permaneceram estáveis em relação à liberdade religiosa e em 8%, nomeadamente no Butão, no Egito e no Catar, a situação melhorou."

Imagem redimensionada


Este cenário deve-se, em grande parte, ao fato de nos últimos dois anos ter surgido "um novo fenômeno de violência com motivação religiosa, que pode ser descrita como hiper-extremismo islamita, um processo de radicalização intensificada, sem precedentes na sua expressão violenta", refere o relatório.

Uma violência que pode ser traduzida em eventos em todo o mundo - desde 2014, ocorreram ataques islamitas violentos num em cada cinco países de todo o mundo, desde a Suécia à Austrália, incluindo 17 países africanos. Mas não só: na Ásia Central, a violência hiper-extremista está sendo usada pelos regimes autoritários como pretexto para uma "repressão desproporcionada das minorias religiosas, cerceando liberdades civis de todos os tipos, incluindo a liberdade religiosa".

Em países como a Síria e o Iraque, "este hiper-extremismo está eliminando todas as formas de liberdade religiosa". Na Síria, mas também no Afeganistão e na Somália, "tem sido um fator-chave na repentina explosão de refugiados".

A vinda destes refugiados para a Europa está tendo como consequência a diminuição da liberdade religiosa no Velho Continente. "Este hiper-extremismo está em risco de destabilizar o tecido sócio-religioso, com países esporadicamente alvo de fanáticos e sob pressão de receberem números sem precedentes de refugiados, majoritariamente de uma fé diferente das comunidades autóctones", sublinha o documento.

O que leva ao "aumento de grupos populistas e de direita, restrições ao livre movimento, discriminação e violência contra religiões minoritárias", sublinha a Fundação AIS. Exemplo: em março, um comerciante muçulmano em Glasgow, na Escócia, Reino Unido, foi assassinado num ataque com motivações religiosas depois de ter desejado boa Páscoa na sua página do Facebook.

Há nações, como a Índia, o Paquistão e a Birmânia, onde uma religião é identificada com o Estado. Nestes casos "foram dados passos para defender os direitos dessa religião, por oposição aos direitos dos crentes individuais". Ou como na China e o Turquemenistão, onde "tem havido uma repressão renovada dos grupos religiosos que se recusam a seguir a linha do partido nos regimes autoritários".

Nos países com piores infrações, incluindo a Coreia do Norte e a Eritreia, "a contínua penalização da expressão religiosa representa a negação total dos direitos e liberdades, por exemplo, através do encarceramento de longa duração sem julgamento justo, da violação e do assassínio", sublinha o relatório, no qual foram analisados 196 países.

 



Fonte: DN - Portugal Via: http://folhagospel.com 

 

 


Satanista é enviado para destruir igreja e acaba se convertendo a Jesus no Peru

Ele havia sido enviado para `destruir´ a igreja, mas não resistiu ao poder de Deus e acabou se rendendo ao Evangelho

 

Satanista é enviado para destruir igreja e acaba se convertendo a Jesus no Peru - CPADNews

Postado em 12/11/2016

                                    

Um satanista foi ordenado por seu grupo para destruir uma igreja, mas se viu incapaz de resistir ao poder de Deus. Ao invés de cumprir sua missão, ele acabou recebendo Jesus Cristo como seu Salvador. O episódio aconteceu em Iquitos, no Peru e foi noticiado por Helen Williams da World Missionary Press.

Helen disse que recebeu um e-mail de um amigo do Peru, no domingo passado (6), dizendo-lhe que um homem “correu para a frente da igreja para entregar seu coração a Jesus", após uma tentativa de destruir a congregação na cidade peruana.

"É um testemunho tremendo sobre o poder da Palavra e da fidelidade daqueles que continuam a pregar o Evangelho diante do inimigo", acrescentou Williams. O homem disse aos líderes da igreja que não poderia mais retornar ao grupo de satanistas depois de ter falhado em sua missão. Ele foi autorizado a ficar numa casa segura da igreja.

Depois que o grupo satanista deixou a cidade, o homem procurou aprender mais sobre Jesus e começou uma nova vida como cristão. Williams ainda disse que a cidade de Iquitos atrai milhares de visitantes todos os anos por causa do "turismo espiritual".

Milhares se reúnem numa vila localizada na selva da cidade, buscando encontros com espíritos e para experimentar uma bebida perigosa chamada ayahuasca. Enquanto a ayahuasca é uma bebida relativamente "nova", a feitiçaria associada a ela é antiga, de acordo com um texto publicado em 2013 pelo missionário cristão Scott Doherty.

"Se pobre ou rico, sem instrução ou educado, jovem ou velho, quase todo mundo fez feitiçaria em algum momento da vida. A realidade é que a bruxaria e o ocultismo tem uma grande manifestação no Peru", disse Doherty.

Mas a magia negra que prevalece em Iquitos não é nada em comparação com o poder de Cristo. Williams disse que a igreja na cidade peruana está curando e ajudando as pessoas a serem curadas de traumas passados ??e "abrindo portas para aqueles que estão lutando".

Ela disse que a igreja recebe todos os tipos de pessoas, incluindo "mulheres que foram abusadas, órfãos, jovens que não tem nenhum outro lugar para ir". Williams disse que a igreja de Iquitos oferece a esperança do Evangelho. "Isso realmente funciona na igreja e dá certo em todo o mundo, porque as pessoas estão carentes e Cristo é a resposta para essa necessidade", finalizou ela.

 

Fonte: http://www.cpadnews.com.br 

 


 

Umbanda é reconhecida como 'patrimônio cultural' do Rio de Janeiro

  Resultado de imagem para imagens de umbanda   Resultado de imagem para imagens de umbanda
Postado em: 09-11-2016

Nesta terça-feira (8), a umbanda foi incluída na lista de patrimônios imateriais do Rio de Janeiro, conforme decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes. Com a decisão - já confirmada com um comunicado divulgado no Diário Oficial do município - a religião passa a ser reconhecida como patrimônio cultural e se junta a outros 'bens imateriais' da capital carioca, como a Bossa Nova, escolas de samba, festas de iemanjá, a procissão de São Sebastião e o frescobol.

Imagem redimensionadaSegundo o texto do decreto, o reconhecimento se deu diante da "necessidade de políticas públicas de respeito à diversidade religiosa".

Segundo o presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), Wilson Fajardo, um trabalho de "valorização da cultura africana" vem sendo realizado desde 2009 na cidade.

Os esforços requerem o reconhecimento da religião de uma forma ampliada, incluindo também os aspectos culturais do sincretismo religioso. Fajardo afirmou que os terreiros de umbanda "causam grande impacto na formação da identidade cultural do carioca".

Diversidade religiosa?

O combate à intolerância religiosa - que inclusive chegou a ser tema da redação do Enem 2016 no último final de semana - parece estar alcançando uma compreensão distorcida em muitos aspectos da cultura e sociedade brasileiras.

Estranhamente, em uma tentativa de "respeitar a diversidade religiosa", a prefeitura do Rio de Janeiro dá seu público reconhecimento a uma entre tantas outras religiões que, inevitavelmente, também ajudaram a construir a história do município e são referência nos bairros da cidade.

A capital carioca tem seus morros e bairros de periferia também inundados por testemunhos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas pelo Evangelho. Esses ambientes já foram cenário da ação de trabalhos missionários reconhecidos nacionalmente e que mudaram para sempre a história de centenas de milhares de vidas.

Fato é que se há realmente uma busca pelo respeito à diversidade religiosa, esta tão grande miscigenação poderia ser também reconhecida pela gestão do município.

 

 


 

Avivamento chega a tribo que antes adorava o diabo

Postado em 04/11/2016

povo-batwa-2     tribo batwa

Pela primeira vez em séculos, as tribos africanas remotas da etnia Batwa estão ouvindo o nome de Jesus Cristo. Eles são pigmeus e vivem no extremo sul de Uganda, na reserva florestal de Bwindi. O povo era chamado de os “guardiões da floresta”, por manterem distância da vida nas cidades. Tradicionalmente eles viviam em cavernas e árvores, sobrevivendo a partir da caça e da coleta de frutas.

Tudo mudou em 1992, quando o governo ugandês decidiu transformar a região em um parque nacional. Logo em seguida, recebeu o título de Patrimônio da Humanidade, por causa dos gorilas ameaçados de extinção que vivem ali. Por causa disso, os batwa foram expulsos, tornando-se assim os primeiros “refugiados ambientais” que se tem notícia.

Sem direito à terra, sem comida, sem roupas e sem abrigo, eles tentaram se adaptar ao mundo moderno, mas não conseguiram. Sofriam muito preconceito por causa de sua baixa estatura e cultura rudimentar. “As pessoas não queriam dar emprego a eles pois pensavam que esses pigmeus eram animais”, explicou o missionário Tugume Gerald. Ele e sua esposa, Barbara, decidiram intervir e ajudar alguns desses batwa.

O casal se mudou da capital Kamapala, onde viviam, para a pequena aldeia de Kisoro, localizada na fronteira com a parte da selva equatorial que foi transformada em reserva. Ali,  iniciaram seu ministério entre os pigmeus.

“Comecei pregando a mensagem de esperança a quem não tinha qualquer esperança”, lembra  Gerald. Aos poucos ele foi conquistando a confiança e pregava para um número cada vez maior de batwas.

Jovanis Nyirakayanje foi uma das primeiras convertidas. “Foi a primeira vez que alguém nos falou sobre Jesus”, disse a anciã à CBN News. “Nós fumávamos, bebíamos, fazíamos bruxaria”, lembra. “Éramos adoradores do diabo. Éramos servos do diabo, mas então ouvimos Cristo morreu por nossos pecados, e isso mudou nossas vidas!”, comemora.

Ela logo se tornou um evangelista entre os pigmeus.

Em pouco tempo foi inaugurada a primeira igreja batwa conhecida. No último batismo foram 36 pessoas. “Às vezes chegamos a ter 1.000 pigmeus que vêm para os cultos”, ressalta o missionário.

Tugume e Barbara dizem que milagres estão acontecendo entre os Batwa. Pessoas que foram diagnosticadas com HIV/Aids foram curadas. Uma jovem pigmeia, que estava à beira da morte, recebeu orações, aceitou a Jesus e logo levantou-se da cama para uma nova vida.

Barbara explica que foi um grande testemunho. “Eles oraram e oraram. Na verdade, fizeram isso por umas cinco horas. Eu estava lá, quase não podia acreditar! A menina foi curada, e eu disse glória a Deus!”

Agora os missionários estão se dedicando a cuidar de uma escola para crianças pigmeus. Os pais, antes caçadores, estão aprendendo a ser agricultores. A pobreza e as dificuldades enfrentadas por eles ainda são enormes.

Tino Qahoush, um cineasta cristão sueco, foi até a Uganda para produzir um documentário sobre o avivamento entre o povo Batwa. Ele acabou se envolvendo no ministério entre os pigmeus. Ele contatou igrejas na Suécia para ajudar e conseguiu comprar material escolar, sapatos e roupas para as crianças. Agora estão com um projeto para construir mais casas para os pigmeus.

“O que eu gosto neste ministério é que ele é dirigido pelos próprios batwa. Eles formaram um conselho e estão cuidando de seu próprio povo”, disse Qahoush à CBN News. “E nós só queremos capacitá-los e dar-lhes alguns recursos para que continuem em frente.”

Ninguém sabe ao certo, mas estima-se que ainda existem dezenas de milhares de Batwa que ainda não ouviram o nome de Jesus Cristo. “Assim como Cristo me transformou, creio que Sua mensagem de salvação irá mudar a vida da minha tribo”, disse Nyirakayanje.

Enquanto isso, Tugume pede que cristãos de todo o mundo se juntem a ele em oração pelo trabalho entre um dos grupos étnicos mais inacessíveis do mundo.

Assista:

 

 

Fonte: http://www.vejadetudo.com.br Com informações de gospelprime

 

 


 

Cristãos fazem grafites nos muros para evangelizar população, em Cuba

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para embelezar os muros de Havana, capital de Cuba, com uma mensagem de esperança e fé.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

         

          Postado em 04/02/2017

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para evangelizar cubanos. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)
Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para evangelizar cubanos. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)

Jovens cristãos têm usado suas habilidades artísticas para embelezar os muros de Havana, capital de Cuba, com uma mensagem de esperança e fé.

"Todo mundo tem um pedaço dessa parede para fazer uma imagem diferente, mas com o mesmo significado. Os três céus irão se complementar em um só, unidos por um único texto", disse o artista plástico Rafael Díaz.

“O que queremos é que o Espírito Santo ministre as vidas mais do que a nós”, acrescentou o artista plástico Roberto Molina.

Para os jovens, o evangelismo através das artes é uma maneira criativa e influente de pregar a Palavra de Deus.

“Não é apenas por meio da música ou do teatro, mas também podemos usar as artes plásticas. Não queremos fazer uma única pintura, mas três artes que se complementam”, explica Díaz. “E isso é algo muito diferente. É a Palavra de Deus sendo capturada em uma imagem”, continua o artista Alejandro Rubiera.


Esboço da arte que será levada para os muros de Havana, em Cuba. (Foto: Reprodução/Mundo Cristiano)

"As pessoas nos perguntam por que estamos fazendo isso, e quando respondemos: esta é uma mensagem para você e todas essas pessoas que estão vendo. É uma mensagem de paz”, conta Rubiera.

“O objetivo deste é que as pessoas possam ser ministradas, possam ver que há uma esperança, que há solução para os seus problemas”, indica Molina.

Os recursos utilizados para a intervenção artística foram bancados pelos próprios jovens. Mesmo assim, eles pretendem expandir suas artes, que hoje estão expostas na oeste de Havana. Os moradores da região encaram a iniciativa de maneira favorável.

"É algo muito agradável, porque essa parede era muito suja e estava em mau estado. Além disso, dá uma imagem diferente para o bairro. Tudo é muito agradável e muito alegre", disse um vizinho.

"Eu acho um passo gigantesco poder sair da estrutura da igreja ou de um quadro. Estamos fazendo isso em um grande muro da cidade. Para mim é um prazer trabalhar para o meu Pai, que está no céu", disse Rubiera.

 


Depois de revelar que não é ateu Mark Zuckerberg visita pastores para aprender sobre “o papel da igreja”

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, após ter afirmado que não era mais ateu, reuniu-se com líderes religiosos e professores de teologia no Texas. Ele não foi dar nenhuma palestra sobre novas tecnologias, mas sim para ouvir e aprender.
“Todos os anos, eu assumi um desafio pessoal de aprender coisas novas e crescer para fazer melhor o meu trabalho”, disse ele em sua nova página do Facebook, a “Mark’s Year of Travel”.
“Minha esperança com este desafio é sair da rotina para falar com mais pessoas sobre como elas estão vivendo, trabalhando e no que pensam para o futuro”, disse ele.
Zuckerberg postou fotos de um encontro com pastores em uma cafeteria na cidade de Waco na semana passada. O assunto foi as tendências religiosas do momento, noticia a CBN News.
O bilionário de 32 anos afirma estar interessado em aprender como as igrejas criam uma comunidade. Judeu de nascimento, ele passou alguns anos se considerando ateu, mas recentemente afirmou ter mudado de ideia e que considerava a religião algo “importante”.
Aaron Zimmerman, um pastor episcopal que participou da reunião explicou a Zuckerberg que na maioria das igrejas há um encontro de toda a comunidade para adorar e atrair pessoas para Deus e também espaços menores, onde as pessoas se relacionam com mais profundidade.
Na avaliação de Zimmerman, o fundador do Facebook demonstrou humildade e querendo aprender. “Fiquei impressionado como alguém que poderia ter entrado na sala como se fosse dono do mundo, mas com sua marca registrada: moletom e calça jeans”.
O pastor disse ainda que os pastores “falaram 90% do tempo” e Zuckerberg parecia interessado. “Isso me impressionou muito”, sublinha.
John Crowder, pastor da Primeira Igreja Batista de West, cidade texana vizinha a Waco conta que “Zuck”, como gosta de ser chamado, também visitou pastores daquela comunidade.
“Eu pensei que ele iria fazer um discurso promovendo uma instituição de caridade ou alguma inovação tecnológica, mas ele queria nos ouvir”, afirma, mostrando surpresa.
Crowder ressalta que Zuckerberg perguntou bastante sobre como as igrejas ajudaram a cidade após a explosão de uma fábrica de fertilizantes em 2013, algo que teve grande impacto na pequena cidade.
“Nós contamos a ela que logo após a explosão, as pessoas da cidade simplesmente entravam na igreja pedindo ajuda”, lembra o pastor. “Eles sabiam que naquele lugar teriam apoio e este é o papel que a igreja desempenha, pelo menos em nossa pequena cidade”, ressalta.
Além disso, Zuckerberg quis aprender como as igrejas priorizam seus ministérios. “Ele estava interessado em quanto a igreja se dedica ao que ele chamou de ‘religião’ e o quanto ela se concentra no que chamou de ‘serviço comunitário’ “, disse Crowder. “Essa realmente não é uma pergunta ruim para que as próprias igrejas se perguntem de vez em quando”, assegura.
Em sua nova página, Zuckerberg relatou como foi a experiência. “Nós podemos vir de diferentes caminhadas de vida, mas todos queremos encontrar propósito e autenticidade em algo maior do que nós mesmos. Obrigado a todos que compartilharam suas histórias comigo nos últimos dias. Vou me lembrar dessa experiência por muito tempo”, escreveu.

Originalmente publicado em WacoTrib

 


polícia israelense prepara plano de segurança para vinda do Messias

Por Peña Ruíz Nínro

                       Postado em 30/01/2017

                       

Estados Unidos. Embora Jesus Cristo já tenha se revelado ao mundo, os judeus ainda estão organizando para a vinda do Messias. Além dos rabinos e estudiosos da lei judaica, o departamento de polícia disse que Israel está se preparando para a sua chegada.

"Quando o Messias vier, todo mundo vai querer abordá-lo, então ele vai ser muito cercado", disse o comissário de polícia de Israel, local Roni Alsheikh Israel Breaking News.

"Este será um momento em que temos de ser muito fortes e respeitar os nossos colegas."

O comissário disse que a polícia quer tomar medidas preventivas de segurança para o evento futuro. "Em breve, se Deus quiser, teremos de começar a preparar uma operação de segurança para a chegada do Messias".

Principais rabinos israelenses também têm direcionado os judeus para se preparar para a chegada iminente do Messias. Para os cristãos, no entanto, a vinda do Messias é a segunda vinda de Cristo.

Jan Markell, fundador da Árvore Ministério da Oliveira, acredita que as pessoas que não experimentam a verdadeira fé estão mais interessados ​​no fim dos tempos cristãos.

Markell observa que alguns sinais mostram como líderes judeus se preparam para a chegada do Messias, como as reuniões do Conselho para desenvolver planos, a construção do Terceiro Templo, a novilha vermelha necessário para os seus rituais e construir um altar para sacrifícios.

Sinais actuais dos últimos tempos

Bill Nuvem, o Ministério Shoreshim diz que muitos judeus se voltarão para Deus quando o mundo se voltar contra sua nação. "Com a recente decisão da ONU, onde os Estados Unidos se abstiveram na votação no Conselho de Segurança e Israel recebeu uma" facada nas costas "da administração Obama, sinto que muitos judeus estão começando a perceber que não há ninguém que possa salvá-los ".

O perito em Escatologia, Carl Gallups diz que se entristece ao ver os judeus ainda à procura de um Messias que já veio. No entanto, ele também tem uma avaliação positiva sobre estas preparações.

"Penso que este fervor, especialmente nestes tempos proféticos, mostra a atitude de expectativa que parece estar varrendo o planeta", disse ele. "As pessoas em todo o mundo sabem que" algo vai acontecer ': será o retorno do Messias ou ou será o Anticristo? Muitos se perguntam sobre a possibilidade de uma Terceira Guerra Mundial, uma aliança contra Israel no período da tribulação. Estas questões são temas de discussão do mundo e tecnologia de hoje ajuda a proliferar estas discussões ".

Gallups também diz que os cristãos devem se alegrar com a crescente aceitação de Jesus como o Messias para os judeus. "Sabemos que um número recorde de judeus, tanto em Israel e em todo o mundo estão  reconhecendo Jesus como o Messias, Senhor e Salvador", disse ele. "Muitos vêem isso como a reunião dos últimos dias profetizados como o" remanescente "antes do retorno de Jesus."

Pastor Mark Biltz, fundador do Ministério El Shaddai e um dos principais estudiosos do fenômeno da "Lua de Sangue" sustenta que a atitude cristã em relação a Israel é extremamente importante neste momento.

"Muitos judeus acreditam que os cristãos vão voltar a Israel para ver o cumprimento da profecia, . Os cristãos têm de mostrar o seu amor por Israel e ao povo judeu, sem expectativas ou motivos impróprios, como a esperança de algum tipo de conversão ao cristianismo. Enquanto isso, o papel de Israel vai ser desempenhado neste momento, cumprindo o que Deus espera deles desde o início ", diz Biltz.

 

Fonte: http://www.noticiacristiana.com 

 

 

 


 

Excomungado da Igreja Católica, Martinho Lutero ganha selo do Vaticano

Em clima de celebração pelos 500 anos da Reforma Protestante, o Vaticano irá produzir selos comemorativos com o rosto do reformador alemão.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

                      Publicado em 20/01/2017

            Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica. (Foto: Reprodução).
Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica. (Foto: Reprodução).

Um dos nomes mais famosos da história do movimento protestante vai aparecer em um selo católico romano. Martinho Lutero está sendo comemorado de várias formas neste ano. O motivo? 500 anos da Reforma Protestante. Sua atitude marcou a história quando o reformador alemão pregou suas 95 teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg.

Agora, o Vaticano - que é um Estado em seu próprio direito - resolveu oferecer selos que carregam a imagem de Lutero. O site Lifesitenews afirma que o selo será emitido durante um período neste ano.

O movimento é surpreendente porque embora Lutero tenha começado seu ministério como um sacerdote católico romano, ele foi excomungado pelo Papa em 1521.

O modo como as diferentes igrejas estão marcando o início da Reforma está sendo observado. Opapa Francisco foi criticado por alguns católicos romanos conservadores por seus eventos conjuntos com os luteranos na Suécia.

Enquanto isso, os Arcebispos de Canterbury e York emitiram uma declaração em nome da Igreja da Inglaterra, que destaca os aspectos positivos e negativos da separação na Igreja ocidental.

Selos emitidos pelo Vaticano geralmente comemoram grandes eventos da história católica, mas eles também apresentaram outras ocasiões históricas, como a queda do Muro de Berlim.

O papa é pop?

Em novembro de 2016, durante um evento que integrou a celebração dos 499 anos da Reforma Protestante na Suécia, o papa Francisco e o presidente da Federação Luterana Mundial, Munib Younam, assinaram uma “declaração conjunta”.

No documento oficial ambos os líderes representam as duas vertentes do cristianismo (católica e luterana) e se comprometem a trabalhar juntos para acolher os refugiados e combater o extremismo religioso. Francisco aceitou o convite para participar dos atos comemorativos dos 499 anos da Reforma e assinou a declaração oficial, após uma oração conjunta realizada na Catedral de Lund.

O papa e os evangélicos

Já em junho do ano passado, um grupo de pastores norte-americanos e europeus se reuniu com Francisco. Nomes como Mike Bickle, Che Ahn, Kris Vallotton e Stacey Campbell estiveram entre os líderes presentes no Vaticano para um diálogo sobre o cristianismo.

De acordo com o líder do ministério House of Prayer (IHOP), Mike Bickle, o objetivo da reunião foi iniciar um diálogo sobre a visão de Francisco em relação a Jesus Cristo e ao cristianismo. "A reunião durou cerca de duas horas. Eles nos deram a oportunidade de fazer perguntas. O encontro foi muito caloroso e pessoal", disse ele ao site Charisma News.

 


 

Ex-presidiário volta em trem que assaltou e prega o Evangelho

O homem foi expulso de casa aos 14 anos e chegou a dormir no mesmo metrô onde fez assaltos. Foi preso e hoje voltou para pregar o Evangelho.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE HELLO CHRISTIAN

 

À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa:
À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa: "Deus abençoe aqueles que estão saindo". (Foto: Reprodução).

Esse homem estava cheio do Espírito Santo, quando se sentiu motivado a pregar o evangelho depois de entrar em um metrô de Nova York (EUA). Os resultados foram notáveis. Não era uma conversa normal com um grupo de estranhos, o poder de Deus estava naquele trabalho.

"Ninguém jamais afirmou isso: ‘Eu sou o caminho, eu sou a verdade, e eu sou a vida", disse ele dentro do metrô. "Você vê, todo mundo clamava para ter isso, mas Jesus Cristo afirmou que ele era exatamente isso que as pessoas precisavam", continuou ele.

À medida que algumas pessoas começavam a se levantar para sair, ele dizia de forma graciosa: "Deus abençoe aqueles que estão saindo". Na mesma hora, várias pessoas disseram: “Amém”.

O homem também aproveitou para contar seu testemunho. "Eu não sei onde estão seus erros, mas eu sei onde estava o meu. Veja, eu cresci no bairro Queens e no Brooklyn. Com 14 anos eu entreguei minha vida para Cristo. Com 14 anos minha mãe me expulsou de casa e eu me tornei um desabrigado. Permaneci nessa vida por 9 anos", disse ele.

"Eu costumava dormir nesse metrô, eu costumava roubar as pessoas, eu costumava roubar. Por isso eu acabei sendo preso", continuou.

"Alguém pode se identificar com isso? Todos nós passamos por uma luta”, diz ele no vídeo enquanto algumas pessoas balançam a cabeça concordando com ele. "Bem, eu estou aqui para lhe dizer esta noite que há uma verdade, e esta é a verdade, que o evangelho de Jesus Cristo pode mudar sua vida", ressaltou.

“O evangelho de Jesus Cristo, quando você crê em seu coração, pela fé, ele vai mudar você e vai transformar sua identidade”, prosseguiu.

"A verdade é que o Criador, no céu, fez o homem à sua imagem. Você é feito à imagem de Deus, por isso há grandeza dentro de você. Há potencial dentro de você, há um poder que está esperando para ser liberado. E esse poder só pode ser liberado pelo poder do Espírito Santo", exclamou o homem.

“Sim”, alguém gritou. “Não podemos obter esse espírito a menos que recebamos a Cristo”, disse o pregador. “Amém”, outra pessoa gritou.

 


 

Homem ugandense enterrado com US $ 55.000 para apaziguar Deus no Dia do Juízo Final

Homem ugandense enterrado com US $ 55.000 para apaziguar Deus no Dia do Juízo Final

Uganda

Um funcionário público ugandês instruiu sua esposa a enterrá-lo com uma quantia em dinheiro de 200 milhões de xelins ugandeses (equivalente a US $ 55.000). O dinheiro destinava-se a apaziguar Deus pelos pecados terrenos do falecido.

Charles Obong, de 52 anos, até sua morte foi um oficial de pessoal sênior do Ministério do Serviço Público por uma década (2006-2016). Seu genro confirmou que sua vontade declarou que sua esposa deve depositar uma quantidade enorme de dinheiro em seu caixão.

O dinheiro deveria ser dado a Deus no Dia do Juízo como ofertorio para que seus pecados pudessem ser perdoados. Mesmo que o pecado exato não foi declarado, ele pediu a seu irmão e irmã para garantir que sua esposa faz como ele instruiu.

O portal de notícias Daily Monitor do Uganda informa que ele morreu em 17 de dezembro de 2016 após uma doença prolongada e foi enterrado em sua casa ancestral no distrito de Lira do norte do país. O portal acrescenta que o caixão metálico que ele foi enterrado custou 20 milhões de xelins (US $ 5500).

Sua vontade foi no entanto "violada" no fim de semana depois que seus restos foram exumados eo dinheiro retirado pelos membros de seu clã.

O parlamento de Uganda em setembro anunciou o pacote funeral de $ 20.000 para cada legislador como uma maneira de garantir que os membros falecidos da Assembléia Nacional sejam dados enterros apropriados. O parlamento planejou gastar 67,7 milhões de xelins em enterro por cada membro que morreu.

A quebra de 67,7 milhões de xelins gastos funerários

  • Um caixão state-of-the-art classificado como American Casket em Shs 6m
  • Shs 5,5m para o túmulo
  • Shs 4.5m para livros de Ordem de Serviço
  • Shs 15m sobre a alimentação de luto e
  • Shs 17,5m em subsídios para a polícia.

 

Fonte: http://www.africanews.com 

 


 

"Agradeço todas as noites por Deus ter me tirado das mãos de Lúcifer", diz Casagrande

O comentarista esportivo relatou em testemunho na "Assembleia de Deus Novo Tempo" que Deus o livrou de Lúcifer quando ele estava em casa e foi cercado por imagens malignas.

FONTE: GUIAME, KARLOS AIRES

                               Publicado em 16/12/2016

                     Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou quando ele o questionou. (Foto: Reprodução/Facebook).
Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou quando ele o questionou. (Foto: Reprodução/Facebook).

O comentarista esportivo Walter Casagrande Jr., também conhecido como “Casão”, testemunhou na Assembleia de Deus Novo Tempo, em São Paulo, um livramento que Deus lhe deu. Em um vídeo publicado no Facebook por Reginaldo Santos, ele que já declarou em um programa da Jovem Pan ter “simpatia por Lúcifer” contou que lutou contra forças malignas em sua casa e que Deus interveio em seu favor.

O vídeo inicia com ele relatando que estava em casa em uma madrugada. “Eu ficava de madrugada sentado no sofá e as imagens apareciam no sofá e tudo mais. Num determinado dia, as vezes que eu recorria a uma ajuda espiritual, eu não sabia nem fazer uma oração. Eu não tinha nenhum conhecimento da vida de Cristo. Eu tinha da vida de Lúcifer, então eu não conseguia me defender daquilo ali”, disse.

“E quando eu ia procurar essas coisas na internet, quando eu encontrava a internet caia, faltava energia, sempre bloqueava qualquer ajuda que eu tentava ter”, contou o comentarista.

“Ai, em uma determinada noite eu estava na sala e senti uma presença e pensei: 'Agora é o meu fim'. Ai, eles estavam vindo mesmo para me matar. Eles vinham na minha direção e eu fui me afastando até chegar na parede. Ai, eu senti uma presença do lado, que era Lúcifer e eu falei: 'Pô, você vai deixar eles me pegarem? Eu falei da sua vida até agora e você vai deixar eles me pegarem?’”, relembrou Casão.

Casagrande ressalta que Lúcifer não lhe ajudou. “Ai, ele não respondeu nada e as imagens continuaram. Foi ai que eu comecei a orar o Pai Nosso. Eu estava desesperado e as imagens continuavam. Mas, de repente sairam de dentro de mim orações que eu nunca tinha feito. E eu falando que Cristo vivia no meu coração”, contou.

“Até que as imagens começaram a desaparecer. E daquele dia em diante eu senti que a minha vida era de Cristo. Eu ainda não estou em nenhuma igreja, mas eu agradeço todas as noites por Deus ter me tirado das mãos de Lúcifer. Eu senti Cristo do meu lado, Ele me abraçou naquela noite. Ele me colocou nos braços dele. Eu não estava do lado dEle, mas Ele quis me defender mesmo assim”, finalizou.

Muitos sugerem que tratar-se de uma mensagem para os inimigos de Israel, como um “lembrete” das promessas bíblicas que o Senhor cobriria o seu povo. A nuvem ganhou o apelido de “mão de Deus”.

Alguns sinalizavam que podia ser outra falsificação como os sons de trombeta supostamente ouvidos sobre Israel, um vídeo que também viralizou na internet, mas depois foi revelado que era uma montagem.

Houve quem fizesse menção a passagens bíblicas sobre a nuvem que guiava o povo de Israel durante os 40 anos no deserto.

Não há registros de quem filmou a estranha aparição, mas é possível identificar que foi em um local muito perto da divisa, onde estão acampados soldados da IDF. O que mais chama atenção é que a nuvem não ultrapassa a fronteira, ficando apenas em território sírio, formando uma espécie de barreira.

                                    

O evento ocorreu cerca de um mês após a Organização das Nações Unidas ter exigido que Israel devolva as colinas de Golã para a Síria e conclama “toda a comunidade internacional” para que isso ocorra o quanto antes.

Território disputado

O território norte de Israel, em especial as colinas de Golã são disputadas desde 1967, após a guerra dos Seis Dias. Citada na Bíblia com o nome de Basã, naquela região fica o monte Hermon.

Desde o fim da guerra, a região é ocupada e administrada pelo governo israelense. Foi anexada ao território de Israel em 1981. Contudo, a Síria ainda a reivindica como seu território.

No ano passado, quatro foguetes foram disparados contra o norte de Israel a partir da porção síria das Colinas de Golã. Oficialmente os danos foram apenas materiais, não deixando feridos.

Em maio, o jornal The Jerusalem Post denunciou que o Irã planejava atacar Israel em conjunto com os jihadistas a partir de suas bases sírias, localizadas a cerca de 15 km da fronteira.

O sheik Abu Mus’ab al-Zarqawi, um influente líder religioso iraniano, afirmou que “Aqueles [soldados] que estão lutando no Iraque, estão sempre com os seus olhos sobre Jerusalém”.

 

 

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

 

 


 

Liberdade religiosa no mundo diminuiu nos últimos dois anos, diz relatório 

Postado em 19/11/2016

                          Resultado de imagem para intolerancias religiosa nos paises comunistas
A liberdade religiosa do mundo diminuiu nos últimos dois anos, sendo que em países como a Síria, o Iraque, Afeganistão, Nigéria, Coreia do Norte, Arábia Saudita e Somália a situação já era tão má que se manteve. Estas são algumas das conclusões do relatório de 2016 Liberdade Religiosa no Mundo da Fundação AIS e que será apresentado amanhã em Lisboa.

Entre junho de 2014 e junho de 2016, "a liberdade religiosa diminuiu em onze - quase metade - dos 23 países com piores infrações. Noutros sete países desta categoria, os problemas já eram tão maus que dificilmente poderiam ficar piores", pode ler-se no documento. "A nossa análise também revela que, dos 38 países com violações mais significativas da liberdade religiosa, 55% permaneceram estáveis em relação à liberdade religiosa e em 8%, nomeadamente no Butão, no Egito e no Catar, a situação melhorou."

Imagem redimensionada


Este cenário deve-se, em grande parte, ao fato de nos últimos dois anos ter surgido "um novo fenômeno de violência com motivação religiosa, que pode ser descrita como hiper-extremismo islamita, um processo de radicalização intensificada, sem precedentes na sua expressão violenta", refere o relatório.

Uma violência que pode ser traduzida em eventos em todo o mundo - desde 2014, ocorreram ataques islamitas violentos num em cada cinco países de todo o mundo, desde a Suécia à Austrália, incluindo 17 países africanos. Mas não só: na Ásia Central, a violência hiper-extremista está sendo usada pelos regimes autoritários como pretexto para uma "repressão desproporcionada das minorias religiosas, cerceando liberdades civis de todos os tipos, incluindo a liberdade religiosa".

Em países como a Síria e o Iraque, "este hiper-extremismo está eliminando todas as formas de liberdade religiosa". Na Síria, mas também no Afeganistão e na Somália, "tem sido um fator-chave na repentina explosão de refugiados".

A vinda destes refugiados para a Europa está tendo como consequência a diminuição da liberdade religiosa no Velho Continente. "Este hiper-extremismo está em risco de destabilizar o tecido sócio-religioso, com países esporadicamente alvo de fanáticos e sob pressão de receberem números sem precedentes de refugiados, majoritariamente de uma fé diferente das comunidades autóctones", sublinha o documento.

O que leva ao "aumento de grupos populistas e de direita, restrições ao livre movimento, discriminação e violência contra religiões minoritárias", sublinha a Fundação AIS. Exemplo: em março, um comerciante muçulmano em Glasgow, na Escócia, Reino Unido, foi assassinado num ataque com motivações religiosas depois de ter desejado boa Páscoa na sua página do Facebook.

Há nações, como a Índia, o Paquistão e a Birmânia, onde uma religião é identificada com o Estado. Nestes casos "foram dados passos para defender os direitos dessa religião, por oposição aos direitos dos crentes individuais". Ou como na China e o Turquemenistão, onde "tem havido uma repressão renovada dos grupos religiosos que se recusam a seguir a linha do partido nos regimes autoritários".

Nos países com piores infrações, incluindo a Coreia do Norte e a Eritreia, "a contínua penalização da expressão religiosa representa a negação total dos direitos e liberdades, por exemplo, através do encarceramento de longa duração sem julgamento justo, da violação e do assassínio", sublinha o relatório, no qual foram analisados 196 países.

 



Fonte: DN - Portugal Via: http://folhagospel.com 

 

 


 

 


 

Satanista é enviado para destruir igreja e acaba se convertendo a Jesus no Peru

Ele havia sido enviado para `destruir´ a igreja, mas não resistiu ao poder de Deus e acabou se rendendo ao Evangelho

 

Satanista é enviado para destruir igreja e acaba se convertendo a Jesus no Peru - CPADNews

Postado em 12/11/2016

                                    

Um satanista foi ordenado por seu grupo para destruir uma igreja, mas se viu incapaz de resistir ao poder de Deus. Ao invés de cumprir sua missão, ele acabou recebendo Jesus Cristo como seu Salvador. O episódio aconteceu em Iquitos, no Peru e foi noticiado por Helen Williams da World Missionary Press.

Helen disse que recebeu um e-mail de um amigo do Peru, no domingo passado (6), dizendo-lhe que um homem “correu para a frente da igreja para entregar seu coração a Jesus", após uma tentativa de destruir a congregação na cidade peruana.

"É um testemunho tremendo sobre o poder da Palavra e da fidelidade daqueles que continuam a pregar o Evangelho diante do inimigo", acrescentou Williams. O homem disse aos líderes da igreja que não poderia mais retornar ao grupo de satanistas depois de ter falhado em sua missão. Ele foi autorizado a ficar numa casa segura da igreja.

Depois que o grupo satanista deixou a cidade, o homem procurou aprender mais sobre Jesus e começou uma nova vida como cristão. Williams ainda disse que a cidade de Iquitos atrai milhares de visitantes todos os anos por causa do "turismo espiritual".

Milhares se reúnem numa vila localizada na selva da cidade, buscando encontros com espíritos e para experimentar uma bebida perigosa chamada ayahuasca. Enquanto a ayahuasca é uma bebida relativamente "nova", a feitiçaria associada a ela é antiga, de acordo com um texto publicado em 2013 pelo missionário cristão Scott Doherty.

"Se pobre ou rico, sem instrução ou educado, jovem ou velho, quase todo mundo fez feitiçaria em algum momento da vida. A realidade é que a bruxaria e o ocultismo tem uma grande manifestação no Peru", disse Doherty.

Mas a magia negra que prevalece em Iquitos não é nada em comparação com o poder de Cristo. Williams disse que a igreja na cidade peruana está curando e ajudando as pessoas a serem curadas de traumas passados ??e "abrindo portas para aqueles que estão lutando".

Ela disse que a igreja recebe todos os tipos de pessoas, incluindo "mulheres que foram abusadas, órfãos, jovens que não tem nenhum outro lugar para ir". Williams disse que a igreja de Iquitos oferece a esperança do Evangelho. "Isso realmente funciona na igreja e dá certo em todo o mundo, porque as pessoas estão carentes e Cristo é a resposta para essa necessidade", finalizou ela.

 

 

Fonte: http://www.cpadnews.com.br 

 

 

 


 

Umbanda é reconhecida como 'patrimônio cultural' do Rio de Janeiro

  Resultado de imagem para imagens de umbanda   Resultado de imagem para imagens de umbanda
Postado em: 09-11-2016

Nesta terça-feira (8), a umbanda foi incluída na lista de patrimônios imateriais do Rio de Janeiro, conforme decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes. Com a decisão - já confirmada com um comunicado divulgado no Diário Oficial do município - a religião passa a ser reconhecida como patrimônio cultural e se junta a outros 'bens imateriais' da capital carioca, como a Bossa Nova, escolas de samba, festas de iemanjá, a procissão de São Sebastião e o frescobol.

Imagem redimensionadaSegundo o texto do decreto, o reconhecimento se deu diante da "necessidade de políticas públicas de respeito à diversidade religiosa".

Segundo o presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), Wilson Fajardo, um trabalho de "valorização da cultura africana" vem sendo realizado desde 2009 na cidade.

Os esforços requerem o reconhecimento da religião de uma forma ampliada, incluindo também os aspectos culturais do sincretismo religioso. Fajardo afirmou que os terreiros de umbanda "causam grande impacto na formação da identidade cultural do carioca".

Diversidade religiosa?

O combate à intolerância religiosa - que inclusive chegou a ser tema da redação do Enem 2016 no último final de semana - parece estar alcançando uma compreensão distorcida em muitos aspectos da cultura e sociedade brasileiras.

Estranhamente, em uma tentativa de "respeitar a diversidade religiosa", a prefeitura do Rio de Janeiro dá seu público reconhecimento a uma entre tantas outras religiões que, inevitavelmente, também ajudaram a construir a história do município e são referência nos bairros da cidade.

A capital carioca tem seus morros e bairros de periferia também inundados por testemunhos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas pelo Evangelho. Esses ambientes já foram cenário da ação de trabalhos missionários reconhecidos nacionalmente e que mudaram para sempre a história de centenas de milhares de vidas.

Fato é que se há realmente uma busca pelo respeito à diversidade religiosa, esta tão grande miscigenação poderia ser também reconhecida pela gestão do município.

 

 


 

Avivamento chega a tribo que antes

adorava o diabo

Postado em 04/11/2016

povo-batwa-2     tribo batwa

Pela primeira vez em séculos, as tribos africanas remotas da etnia Batwa estão ouvindo o nome de Jesus Cristo. Eles são pigmeus e vivem no extremo sul de Uganda, na reserva florestal de Bwindi. O povo era chamado de os “guardiões da floresta”, por manterem distância da vida nas cidades. Tradicionalmente eles viviam em cavernas e árvores, sobrevivendo a partir da caça e da coleta de frutas.

Tudo mudou em 1992, quando o governo ugandês decidiu transformar a região em um parque nacional. Logo em seguida, recebeu o título de Patrimônio da Humanidade, por causa dos gorilas ameaçados de extinção que vivem ali. Por causa disso, os batwa foram expulsos, tornando-se assim os primeiros “refugiados ambientais” que se tem notícia.

Sem direito à terra, sem comida, sem roupas e sem abrigo, eles tentaram se adaptar ao mundo moderno, mas não conseguiram. Sofriam muito preconceito por causa de sua baixa estatura e cultura rudimentar. “As pessoas não queriam dar emprego a eles pois pensavam que esses pigmeus eram animais”, explicou o missionário Tugume Gerald. Ele e sua esposa, Barbara, decidiram intervir e ajudar alguns desses batwa.

O casal se mudou da capital Kamapala, onde viviam, para a pequena aldeia de Kisoro, localizada na fronteira com a parte da selva equatorial que foi transformada em reserva. Ali,  iniciaram seu ministério entre os pigmeus.

“Comecei pregando a mensagem de esperança a quem não tinha qualquer esperança”, lembra  Gerald. Aos poucos ele foi conquistando a confiança e pregava para um número cada vez maior de batwas.

Jovanis Nyirakayanje foi uma das primeiras convertidas. “Foi a primeira vez que alguém nos falou sobre Jesus”, disse a anciã à CBN News. “Nós fumávamos, bebíamos, fazíamos bruxaria”, lembra. “Éramos adoradores do diabo. Éramos servos do diabo, mas então ouvimos Cristo morreu por nossos pecados, e isso mudou nossas vidas!”, comemora.

Ela logo se tornou um evangelista entre os pigmeus.

Em pouco tempo foi inaugurada a primeira igreja batwa conhecida. No último batismo foram 36 pessoas. “Às vezes chegamos a ter 1.000 pigmeus que vêm para os cultos”, ressalta o missionário.

Tugume e Barbara dizem que milagres estão acontecendo entre os Batwa. Pessoas que foram diagnosticadas com HIV/Aids foram curadas. Uma jovem pigmeia, que estava à beira da morte, recebeu orações, aceitou a Jesus e logo levantou-se da cama para uma nova vida.

Barbara explica que foi um grande testemunho. “Eles oraram e oraram. Na verdade, fizeram isso por umas cinco horas. Eu estava lá, quase não podia acreditar! A menina foi curada, e eu disse glória a Deus!”

Agora os missionários estão se dedicando a cuidar de uma escola para crianças pigmeus. Os pais, antes caçadores, estão aprendendo a ser agricultores. A pobreza e as dificuldades enfrentadas por eles ainda são enormes.

Tino Qahoush, um cineasta cristão sueco, foi até a Uganda para produzir um documentário sobre o avivamento entre o povo Batwa. Ele acabou se envolvendo no ministério entre os pigmeus. Ele contatou igrejas na Suécia para ajudar e conseguiu comprar material escolar, sapatos e roupas para as crianças. Agora estão com um projeto para construir mais casas para os pigmeus.

“O que eu gosto neste ministério é que ele é dirigido pelos próprios batwa. Eles formaram um conselho e estão cuidando de seu próprio povo”, disse Qahoush à CBN News. “E nós só queremos capacitá-los e dar-lhes alguns recursos para que continuem em frente.”

Ninguém sabe ao certo, mas estima-se que ainda existem dezenas de milhares de Batwa que ainda não ouviram o nome de Jesus Cristo. “Assim como Cristo me transformou, creio que Sua mensagem de salvação irá mudar a vida da minha tribo”, disse Nyirakayanje.

Enquanto isso, Tugume pede que cristãos de todo o mundo se juntem a ele em oração pelo trabalho entre um dos grupos étnicos mais inacessíveis do mundo.

Assista:

 

 

Fonte: http://www.vejadetudo.com.br Com informações de gospelprime

 

 


 

Irã anuncia chegada iminente do

“messias islâmico” e da 3ª Guerra

Mundial

Por Jarbas Aragão           Postado em 29/10/2016

  Resultado de imagem para imagens de messias islamico          messias islamico

 


Irã anuncia chegada iminente do "messias islâmico"

O governo iraniano vê a atual instabilidade no Oriente Médio como um sinal de que a vinda do Mahdi – ou messias islâmico – é iminente. Uma de suas principais características é unir os povos e trazer a paz, algo que os cristãos geralmente atribuem ao anticristo. Mas antes ele destruirá todos os inimigos de Alá.

Desde 2012 Teerã vem produzindo material de cunho político-religioso para lembrar a população das profecias sobre o final dos tempos.

Nas últimas semanas, foi divulgado uma espécie de ‘comercial’ sobre a preparação do Irã para a terceira guerra mundial. Para um expectador ocidental, poderia parecer um trailer ruim de algum filme de super-herói muçulmano, mas reflete convicções religiosas antigas dos sunitas.

Um homem de aparência normal assume a liderança de uma espécie de exército popular, mas eles não precisam de armas. Com um poder “sobrenatural” ele derrota os inimigos do Islã, representados pela bandeira norte-americana que queima no final do vídeo.

Não importa se contra o exército de “soldados da fé” é usado o que existe de mais poderoso em armamento militar, incluindo helicópteros, caças e porta-aviões.  Sua voz de comando é suficiente.

 

Vídeo mostrando “salvador sobrenatural” é transmitido na TV iraniana

 

 

Para quem conhece os sunas e hadiths, tradição islâmica seguida pela maioria dos muçulmanos, sabe que existem várias ‘profecias’ sobre um grande líder que se levantará nos últimos dias.

Ele terá grande poder e reinará por sete anos, quando instituirá o Islamismo como única religião mundial. Curiosamente, a tradição afirma que ele terá ao seu lado Jesus, que servirá como um promotor, que condenará judeus e cristãos por não terem entendido seus ensinamentos e rejeitado o Islã. Juntos, eles lutarão e vencerão a última guerra, que seria para o Ocidente a terceira guerra mundial.

Expectativa crescente

Mais de dois terços do um bilhão de muçulmanos que vivem no planeta esperam que o Mahdi venha logo, indica a nova pesquisa Pew Research.

No Oriente Médio, Norte da África, Sul da Ásia e Sudeste da Ásia “metade ou mais muçulmanos acreditam que vão viver para ver a vinda do Mahdi”. Esta expectativa é mais difundida no Afeganistão (83 %), Iraque (72 %), Tunísia (67 %), Turquia (68%) e Malásia (62 %).

O general Mohammad Ali Jafari, comandante da Guarda Revolucionária Islâmica, afirma que o Irã já preparou cerca de 200.000 homens em todo o Oriente Médio que estariam prontos para a chegada do Mahdi.

Para os muçulmanos, esse homem será um grande líder que dará “início a justiça antes do Dia do Juízo”.

Em entrevista ao jornal Turkish Daily Sabah, da Turquia, Jafari explica que a recente onda de violência e o que ocorre atualmente na região, incluindo a ascensão do Estado Islâmico e outros grupos extremistas, são sinais que a chegada do messias muçulmano é iminente.

“Os eventos que ocorreram nos últimos anos estão preparando o terreno para o surgimento de Imã Mahdi. Segundo o Middle East Monitor, esse “exército” reúne jovens na Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão e Iêmen.

Na tradição islâmica, há uma “profecia” de Maomé, feita no século sétimo sobre isso. Mas ela recebe diferentes interpretações. Os muçulmanos xiitas defendem que o mahdi se levantará após um período de violência generalizada e instabilidade.

Assista um estudo de John McArthur sobre o tema:

 

 

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

 

 

 


 

               Mais um  falso Cristo

Homem se declara a “reencarnação” de Jesus Cristo na Rússia e arrasta multidões

Postado em 21/10/2016

Um ex-policial russo virou messias autoproclamado e leva milhares de seguidores fervorosos em uma comunidade religiosa remota. Ele é conhecido como Vissarion, o professor, e Jesus da Sibéria e seus seguidores acreditam que ele realmente é o Messias.
Nascido Sergei Torop, Vissarion tem cerca de 5000 seguidores devotos. Embora não seja um paroquiano regular, diz Vissarion ele percebeu que ele era o filho de Deus e embarcou em sua forma atual da vida e da criação da Igreja do Último Testamento, perto de Petropavlovka.
A comunidade que ele lidera é uma sociedade auto-suficiente, onde formas modernas de vida são evitadas; eles têm seu próprio calendário, com cada novo ano com início em 14 de janeiro, aniversário de Vissarion; o dinheiro não é utilizado, madeira proveniente de florestas nas proximidades é cortada para construção de casas e seus seguidores cultivam legumes e fabricam o seu próprio pão.
Há 5.000 fiéis, que vivem em harmonia com a natureza, rejeitando especialmente carne, álcool e tabaco, são vistos como uma nova Arca de Noé, e que estão convencidos de que o homem está destruindo o planeta e o centro da Terra e Petropavlovka serão salvos do desastre. 
"Eu sinto a energia aqui será suficiente para salvar o planeta da catástrofe", diz Irina Besseda, 38.
Vissarion, diz que percebeu que era Jesus, sentindo que "algo violento surgiu" em 1989, é menos otimista com a certeza de que a catástrofe é inevitável, o seu objetivo é modesto para evitar a extinção da espécie humana. 
"O homem está ficando mais perto de sua destruição. Vai ser muito desagradável e trágico, haverá um monte de dor, mas é inevitável ", diz Vissarion. 
Vissarion mudou o calendário para fazê-lo começar no dia de seu nascimento, 14 de janeiro de 1961, e seu fiel ao vivo em 1949. 
"Nós temos que acreditar em algo que vai ajudar a salvar a humanidade (...) uma Arca de Noé", o guru, que acredita que a face do mundo vai mudar, mas Petropavlovka sobreviver sem grandes mudanças, além do clima que vai suave. 
Sua Igreja do Último Testamento, que dizem ser uma síntese das religiões monoteístas e Budismo, não só recruta fiéis na Rússia, mas também em Belarus, Cuba, Itália, Alemanha e Bulgária. 
Na Europa "há de tudo, cocktails, concertos, pessoas interessantes (...) é bom, mas não é isso que eu queria para minha alma", explica Lineta Maskalinaite, um lituano de 43 anos, que deixou seu emprego há dois anos, em Bruxelas. 
Mas há aqueles na comunidade local que vê todo o culto a Vissarion como uma grande fraude.

 

Veja o vídeo abaixo

                                    

 

Fonte: http://www.noticiascristas.com

 

 


 

 

 


 

      Resultado de imagem para imagens da ONU    Resultado de imagem para imagens do lugar do templo em jerusalem

ONU decide que judeus não tem “laços” com o Monte do Templo

Postado em: 14/10/2016

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) anunciou nesta quinta-feira que o Monte do Templo, em Jerusalém, “não tem ligação” com os judeus.

A resolução associa somente nomes muçulmanos aos locais sagrados da Cidade Antiga. Vinte e quatro países-membros assinaram o documento e 26 se abstiveram. Apenas EUA, Reino Unido, Lituânia, Holanda, Estônia e Alemanha votaram contra.

A determinação foi concluída durante um encontro em Paris, reiterando uma votação similar realizada em abril. Ao desconsiderar os laços históricos do local, a ONU virtualmente entrega o Muro Ocidental [Muro das Lamentações] aos palestinos.

A decisão foi classificada por Israel como “antissemita e absurda”, sendo severamente criticada pelo que chama de “abusos provocativos que violam a santidade e a integridade” da área.

Esse é um duro golpe diplomático contra Israel, que podia ser antecipado após a decisão no ano passado da UNESCO entregando dois locais sagrados para os judeus ao controle de muçulmanos.

O Túmulo de Raquel, perto de Belém, e a Caverna dos Patriarcas em Hebrom, estão desde outubro de 2015 na mão dos palestinos. Na ocasião, a proposta incluía o Muro das Lamentações, considerando-o uma extensão da mesquita de al-Aqsa. Contudo, foi retirado da proposta final por pressão de países aliados de Israel. Um ano depois, a proposta foi aceita.

De acordo com o jornal Ynet News, o Ministério israelense das Relações Exteriores entregou um panfleto mostrando a inegável conexão histórica dos judeus com Jerusalém. Ele foi distribuído a todos os 120 delegados permanentes da UNESCO cujos países têm relações diplomáticas com Israel.

Fugindo da tradição, Israel buscou a ajuda inclusive da Santa Sé, argumentando que isso também iria prejudicar os cristãos. O Vaticano não se manifestou oficialmente.

Os representantes da Palestina estão buscando, entre outras coisas, nomear um observador permanente da UNESCO em Jerusalém. O objetivo seria forçar a condenação das atividades israelenses em territórios disputados.

A julgar pela decisão de hoje, a ONU acabará cedendo à pressão e intervindo em território israelense, forçando o reconhecimento da Palestina como Estado independente, cuja capital seria Jerusalém Ocidental.

“Obviamente, eles nunca leram a Bíblia”

O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu protestou contra a decisão da ONU. “O teatro do absurdo continua com a UNESCO. Hoje, a organização tomou sua decisão mais bizarra, dizendo o povo de Israel não possui nenhuma ligação com o Monte do Templo e o Muro das Lamentações. Obviamente, eles nunca leram a Bíblia”, disparou.

Foi mais incisivo, pedindo: “gostaria de aconselhar os membros da UNESCO que visitem o Arco de Tito, em Roma, onde poderão ver o que os romanos levaram para Roma após terem destruído e saqueado o Monte do Templo dois mil anos atrás. Poderão ver gravado no Arco, o menorah de sete braços, que é o símbolo do povo judeu, bem como o símbolo do Estado judaico hoje. ”

Cumprimento profético

O Conselho Executivo da UNESCO tem 58 países membros. A maioria deles é de nações muçulmanas, o que garante o apoio aos palestinos. Como a Palestina não é reconhecida como nação e tampouco é membro da comissão, seis Estados árabes apresentaram a proposta em nome dos palestinos: Argélia, Egito, Kuwait, Marrocos, Tunísia e Emirados Árabes Unidos.

Segundo o documento, o Muro das Lamentações passaria a se chamar Al-Buraq Plaza. Buraq é o nome do cavalo alado que teria levado Maomé em sua viagem mística a Jerusalém. Também faria parte desse “complexo palestino” a Porta de Mughrabi, que dá acesso ao local.

Também pedem “ações” da ONU contra o que denominam “a capital ocupada da Palestina”.

Em outras palavras, conseguiriam ampliar o domínio palestino justamente no local mais sagrado para o judaísmo. Ao mesmo tempo, forçariam o reconhecimento que a Autoridade Palestina tem direito a parte Oriental de Jerusalém, conquistada por Israel na Guerra de 1967.

A Esplanada das Mesquitas é o terceiro lugar mais sagrado do islã e a Jordânia tem a custódia deste santuário, segundo o tratado de paz entre ambos países de 1994. Segundo a Bíblia e a arqueologia, é nesse local, no alto no Monte Moriá, que ficava o templo de Salomão e posteriormente foi edificado o Segundo Templo, pelo governador romano Herodes.

Os incidentes e a luta pelo Templo se reascenderam no último ano, após os sucessivos anúncios por parte de judeus religiosos que estaria tudo pronto para a construção do Terceiro Templo no local.

Os judeus veem a reconstrução do Templo como parte do cumprimento das profecias do Antigo Testamento e anúncio da vinda do Messias.



Fonte: Gospel Prime. Via http://folhagospel.com 

 

 


 


 Menino de 9 anos irá se tornar astrofísico: "Quero provar que Deus existe"

Com apenas 9 anos, William Maillis começou a cursar o ensino superior com uma missão: estudar física e provar que Deus existe.

 

          POSTADO EM 04 OUTUBRO DE 2016 

(Foto: Post-Gazette).
(Foto: Post-Gazette).

Aos 9 anos, William Maillis vive como um monte de outros meninos de sua idade, joga vídeo game, conta piadas, pratica esportes e sai com os amigos. Mas, ele não é tão comum quando se trata de assuntos acadêmicos. Em maio desse ano, ele se formou no Ensino Médio e agora é um estudante universitário que já está trabalhando em suas próprias teorias sobre como o universo foi criado.

Com apenas 9 anos, ele já comemorou sua formatura colegial em Penn Towship, na Pensilvânia (EUA). Hoje o garotinho cursa o ensino superior na Community College of Allegheny County. A maioria dos outros meninos de sua idade está na quarta série.

Com isso, ele pretende se acostumar com o nível de ensino acadêmico e futuramente pleitear uma vaga em uma instituição maior, como a Carnegie Mellon University. William tem uma missão: estudar física e provar que Deus existe.

Segundo informações do site da revista People, ele quer atestar que somente uma força externa seria capaz de formar o universo. E para que ele possa avançar em seus estudos, o pequeno gênio pretende se aprofundar em física e química, fazer um doutorado e trabalhar como astrofísico.

Assim, ele pode tentar mostrar que teorias dos físicos Albert Einstein e Stephen Hawking sobre o universo não estão corretas.

Ainda de acordo com a People, a família da criança afirma que desde bebê, William já se destacava em comparação às pessoas da mesma idade. Com apenas 6 meses ele já reconhecia números e começou a dizer frases completas aos 7 meses. Já aos 2 anos, ele já conseguia ler, escrever e usar a multiplicação. Com 4 anos passou a ler grego e, aos 5, já dominava a geometria. O menino chegou a dominar conceitos de trigonometria aos 7 anos.

O professor de William, Aaron Hoffman, declarou que, além da idade, um detalhe difere o menino dos outros alunos: ele é o único que não anota nada em sala de aula. Apenas, ouve, lê e absorve conhecimentos.

 

Fonte: http://www.guiame.com.br com informações de PEOPLE e G1

 

 


 

Militantes do PT 'crucificam' Lula e o comparam a Jesus Cristo: "Bem-aventurado"

Bem-aventurado quem sofre perseguição por causa da justiça", dizia a frase exposta na cruz que um dos militantes carregava consigo , tendo ao centro uma foto do ex-presidente.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA UOL

 POSTADO EM 28/09/2016Militante segura cruz com foto de Lula ao centro, em frente à Câmara Municipal do Recife. (Foto: UOL)
Militante segura cruz com foto de Lula ao centro, em frente à Câmara Municipal do Recife. (Foto: UOL)

Na última quinta-feira (22), militantes fizeram um ato em frente à Câmara Municipal do Recife (PE), para expressar seu apoio ao ex-presidente Lula, que cumpriu agenda em evento do cadidato à prefeitura local, João Paulo.

Os militantes chegaram a colocar uma foto do ex-presidente em uma cruz, sugerindo que ele estaria sendo "perseguido".

"Bem-aventurado quem sofre perseguição por causa da justiça", dizia a frase exposta na cruz que um dos militantes carregava consigo , tendo ao centro uma foto do ex-presidente.

Os protestos atacavam as investigações da Operação Lava Jato, que recentemente apontou Lula como o maior mandante de diversos esquemas de corrupção, durante seu próprio mandato e também no governo Dilma, como o mensalão e o gigantesco desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro, fazendo uso da Petrobras.

A cruz com a imagem de Lula foi de fato, o que mais mais chamou atenção no ato.

A previsão inicial era que Lula chegasse à capital pernambucana por volta das 16h, mas o ex-presidente acabou se atrasando por conta de uma agenda na cidade de Natal.

Ainda no Rio Grande do Norte, o próprio Lula reforçou a ideia de que ele e o Partido dos Trabalhadores têm sofrido perseguição.

"Nosso partido é perseguido, porque o povo pobre conquistou cidadania e dignidade. Esse é um legado que eles não vão conseguir acabar", disse o ex-presidente durante um evento no RN.


Mais do mesmo
A comparação feita entre Lula e Jesus Cristo por militantes petistas não é exatamente nova. Em março de 2016, logo após ter sido levado a uma delegacia da Polícia Federal sob ordem de condução coercitiva, em São Paulo, Lula reuniu colegas de partido e diversos militantes para um discurso inflamado.

O ex-presidente se comparou a Tirantes (o qual disse que foi crucificado) e até mesmo Jesus Cristo, afirmando que estava sendo perseguido porque seus inimigos não suportavam ver a 'revolução social' que o PT causou no país.

 

FONTE: http://guiame.com.br , COM INFORMAÇÕES DA UOL

 

 


 

Capitão joga refugiados cristãos ao mar para que parassem de orar

Episódio aconteceu na travessia de Marrocos para a Espanha

                               Postado em 23/09/2016

                                 

O capitão de um barco de refugiados está sendo julgado por ter jogado ao mar seis refugiados cristãos, o que resultou na morte deles. O motivo, segundo testemunhas, é que os homens que atravessavam do Marrocos para Espanha, oravam a Deus para que a forte tempestade parasse.

De acordo com Christian Today, o capitão Alain NB, do Camarões, pode pegar até 90 anos de prisão pelo assassinato dos refugiados nigerianos. A justiça da Espanha pede a condenação de 15 anos para cada um dos mortos.

O processo indica que o barco pilotado por Alain, que seria muçulmano, estava tendo dificuldades de atravessar o mar. Os seis refugiados cristãos começaram então a orar em voz alta, pedindo a intervenção de Deus. Um deles seria um pastor e liderou o grupo na intercessão.

O capitão os acusou de piorar a tempestade com suas orações. Juntamente com outros tripulantes, agrediu os homens antes de jogá-los ao mar, onde se afogaram. Até agora penas um corpo foi encontrado na costa de Granada.

Alain NB nega todas as acusações, em especial que o conflito tenha motivação religiosa. Seu advogado afirma que depoimentos de testemunhas são “inconsistentes”. Os promotores, no entanto, alegam que o capitão “estava ciente de que as vítimas não poderiam sobreviver e que iriam morrer, seja por afogamento, frio, ou por causa das lesões físicas que sofreram. Ele estava ciente da baixa temperatura, do mar revolto e a grande distância que estavam da costa, além da ausência de qualquer barco nas proximidades, que poderia resgatá-los”.

Segundo apontam as investigações, faziam a travessia cerca de 50 imigrantes em um barco inflável, que não tinha motor. A embarcação ficou à deriva ao largo da costa de Almería, sul da Espanha. Apenas 29 sobreviventes foram encontrados, alguns dias depois. Vários passageiros morreram ao longo da travessia por causa do mau tempo.

Os números mais recentes mostram que mais de 300.000 imigrantes já cruzaram o Mediterrâneo para a Europa em 2016. Estima-se que 3.000 morreram tentando fazer a travessia. A grande maioria são da Síria, seguidos por pessoas que fogem de guerras no Afeganistão, Iraque e Nigéria.

 

Fonte:Christian Today  Via  https://noticias.gospelprime.com.br

 


 

Sede internacional do Templo Satânico será         inaugurado em Massachusetts, nos Estados Unidos

O pastor da Igreja Metodista Unida Wesley, Arthur Savage afirmou que a inauguração de uma sede do Templo Satânico nas proximidades de sua igreja é preocupante, mas sua comunidade decidiu orar em vez de protestar.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

          Postado em 22/09/2016

Satanistas. (Foto: Washington Post)
Satanistas. (Foto: Washington Post)

Enquanto a denominação do Templo Satânico (EUA) prepara a inauguração de sua sede internacional na cidade de Salem, Massachusetts (EUA), na próxima sexta-feira, uma igreja está optando inicialmente por não protestar e realizar manifestações em público, mas sim orar a Deus, em busca de uma resposta orientada por Ele.

"Salem é definitivamente um lugar de guerra espiritual e um lugar onde é importante que os cristãos se reúnam para orar e estar em unidade para pregar a mensagem de Cristo", disse o pastor Arthur Savage, da Igreja Metodista Unida Wesley, em uma entrevista ao site cristão internacional 'Christian Post'.

"Há muita confusão espiritual e muitas pessoas entram apenas para olhar e conferir, como uma curiosidade. Outros agem como se estivessem apenas chegando para a festa", acrescentou Savage, cuja igreja está localizada na região central de Salem.

Quando as pessoas pensam sobre Salem, a história puritana da cidade e os julgamentos de bruxas infames, muitas vezes vêm à mente. A nova sede do Templo Satânico está localizada a menos de 1 milha de Gallows Hill, onde os moradores na década de 1690 mataram mais de uma dúzia de pessoas acusadas de bruxaria.

"Estamos orando e esperando no Senhor sobre como responder e falar sobre isso entre nós", disse Savage. "E nós temos um ministério aqui para as pessoas que estão à procura, alguns deles se libertando do ocultismo de várias formas. E estamos envolvidos com alguns ministérios que atuam no evangelismo e ministram às pessoas, especialmente durante [o próximo mês de] outubro, quando acontecem eventos como o Halloween".

"Nós não estamos realmente optando pelo confronto, mas buscamos ser uma luz no meio da escuridão e um lugar de segurança, um local de oração", acrescentou.


Satanismo bom?
Enquanto isso, o Templo Satânico insiste que sua organização não é o que muitas vezes falam sobre ele.

"O Satanismo é amplamente mal compreendido porque as organizações religiosas tradicionais que, contra toda visão histórica, acreditam ser os árbitros da moral, enxergam o satanismo como seu oposto, portanto, que contém uma filosofia de imoralidade", disse o porta-voz e co-fundador do Templo Satânico, Lucien Greaves, em um e-mail para o 'Christian Post'.

"Um pânico moral referido por sociólogos como o 'pânico satânico' varreu a nação - e migrou internacionalmente - durante os anos 1980 e 90, quando falsas alegações relacionadas aos cultos satânicos inexistentes envolviam no ritual de sacrifício, foram propagadas para um público crédulo", argumentou.

Lucien Greaves é satanista e co-fundador do Templo Satânico nos EUA. (Josh Reynolds/The Washington Post)


Oportunidade
O pastor Savage observou ainda que como a sua igreja está localizada no centro da cidade, este é o local ideal para a divulgação de seu ministério, com a mensagem cristã. Sua igreja tem recebido grupos missionários como o da JOCUM Internacional e o 'Burn 24-7', que chegam para ministrar às pessoas nas ruas, durante muitos festivais, como o Dia das Bruxas na cidade, em outubro. Segundo o líder cristão, os jovens são a força motriz por trás desses esforços.

"Sua abordagem está centrada em orar pelas pessoas, pedindo por cura, orar pela interpretação de seus sonhos. Esses jovens estão muito interessados ​​em compartilhar a mensagem de Cristo com as pessoas", disse Savage.

O Templo Satânico ganhou as manchetes de muitos jornais nos últimos meses, com as suas exibições públicas e atos abertamente religiosos.

Como já relatado em agosto, cerca de 1.000 cristãos se reuniram para orar na cidade de Oklahoma, como uma forma de protesto contra a realização de uma "missa negra" (culto satânico) dentro de um edifício da cidade. Uma estátua do deus 'Baphomet' - uma figura diabólica, que tem uma cabeça de cabra - foi colocada próxima ao monumento dos Dez Mandamentos, no terreno do Capitólio do Estado e também foi alvo de grande clamor público.

 

Fonte: http://guiame.com.br 

 

 

 


 

Batistas da Carolina do Norte experimentam um grande avivamento

O avivamento está ocorrendo em diversos lugares dos Estados Unidos. Um desses lugares onde muitos estão dando o seu coração a Jesus Cristo é em Burlington, Carolina do Norte.

Neste estado está ocorrendo um grande mover de Deus, tornando-se no epicentro onde uma crescente multidão se reúne sob uma tenda.

O dirigente dos trabalhos de avivamento em Burlington diz que eles têm uma média de 2.500 a três mil pessoas todas as noites. Este mês, eles tiveram uma noite jovem e mais de cinco mil pessoas compareceram.

Agora, passados oito semanas. Esse avivamento que começou na Igreja Batista New Hope ou New Hope. No final da primeira semana, o Pastor Randy Hobbs e o Evangelista  C. T. Townsend sentiram que Deus queria fazer mais.

O irmão Randy se levantou e disse: ‘Não acredito que Deus tenha terminado’ e eu concordei“, diz Townsend.

“É incrível fazer parte disso. É algo que tínhamos orado em nossa igreja por vários anos. Havíamos nos reunido há mais de 15 anos, orando por um avivamento que vai nos impactar de maneira local e nacionalmente. Agora vemos os resultados e como Deus orquestrou tudo isso e como Deus nos trouxe juntos “, diz Hobbs.

O avivamento chegou por completo no antigo santuário e eventualmente mudou-se para uma tenda. Don Cox, um homem de negócios, permitiu que a atividade fosse realizada em sua propriedade.

Curta-nos no Facebook

“Tem sido absolutamente incrível. A última vez que recordo de algo semelhante foi em agosto de 1951, quando assisti a uma reunião em Greensboro e falava um jovem evangelista chamado Billy Graham“, diz Cox.

“Em minha mais louca imaginação, nunca havia pensado que Deus faria o que ele tem feito. Toda noite que coloco minha cabeça no travesseiro, apenas me assombro pelo que Deus está fazendo“, diz Townsend.

Pessoas de todo o país estão participando, e Townsend diz que mais de 400 pessoas aceitaram a Jesus Cristo, incluindo o empresário r D. R. Harrison.

“Eu não ia à igreja por mais de 11 anos, até cinco semanas e meia atrás. Toda quarta-feira e domingo, minha filha ia ao altar e orava por seus pais para que nos convertêssemos. Deus respondeu as orações dessa menina e eu acredito de todo o coração “, diz Harrison.

Ashley Caudill viu sua filha de seis anos aceitar a Cristo durante um culto.

“Falávamos pouco sobre isso, e disse: ‘Você acha que Jesus está falando com você sobre algo?  E ela disse: ‘Eu quero ser salva’. Sou grato que meus filhos veem isso porque eu acho que eles sabem, sempre sabem que Deus é real “, conclui Caudill.

Um Deus que é real e um Deus salvador. – cbn

 

 

Fonte: Portal Padom

 

 


 

 Judeus iniciam seleção de sacerdotes que irão servir no Terceiro Templo, em Israel 

O registro incluirá homens de linhagem sacerdotal (descendentes de Arão), nascidos e criados em Israel, e que tenham guardado as leis de pureza competidas aos sacerdotes.

fonte: Guiame, com informações de Breaking Israel News

Postado em 31/08/2016
Rabino Chaim Richman, diretor do Instituto do Templo. (Foto: Emil Salman)
Rabino Chaim Richman, diretor do Instituto do Templo. (Foto: Emil Salman)

Judeus de Israel estão se movimentando em mais uma etapa para a preparação da futura construção do Terceiro Templo, em Jerusalém: selecionar sacerdotes que irão preparar a novilha vermelha e prestar serviços religiosos no local.

O anúncio da ação foi feito pelo rabino Chaim Richman, diretor do Instituto do Templo, nesta segunda-feira (28).

O registro incluirá homens de linhagem sacerdotal (descendentes de Arão), nascidos e criados em Israel, e que tenham guardado as leis de pureza competidas aos sacerdotes. Entre as exigências está até mesmo a de não ter tido contato com pessoas mortas — sacerdotes que nasceram em maternidades, visitaram hospitais ou que visitaram cemitérios estão fora da lista.

Depois de compilar a lista de sacerdotes candidatos, o Instituto do Templo irá treiná-los para o complexo ritual com as cinzas da vaca vermelha. Para os judeus ortodoxos, o ressurgimento de uma novilha que siga o padrão estabelecido pelo livro bíblico de Levítico é um dos sinais da iminente vinda do Messias.

"Este é um enorme salto para o Instituto do Templo e para o povo judeu. Pela primeira vez em 2 mil anos, após milagrosamente voltarmos para a Terra de Israel, estamos começando o processo de restabelecer a pureza bíblica do sacerdócio judaico", disse o rabino Richman.

Fundado em 1987, o Instituto do Templo é uma organização dedicada à reconstrução do templo judaico no Monte Moriá, em Jerusalém. Além de se organizar para conscientizar o povo de Israel, o grupo recriou mais de 70 utensílios próprios para os rituais do Templo.

Desde o ano passado, a organização chegou a conclusão de que o primeiro passo para a construção do Terceiro Templo seria a novilha vermelha. Os pesquisadores passaram a congelar embriões bovinos da raça Red Angus, até obter um bezerro perfeito.

Simulação do Terceiro Templo


Sacerdotes ortodoxos simulam ritos do Terceiro Templo. (Foto: Joshua Wander)

Uma cerimônia especial foi realizada no dia 10 de março em Jerusalém, marcando o início do mês de Adar no calendário hebraico.

Na ocasião, o Instituto do Templo se uniu ao Sinédrio para realizar a reconstituição do culto que seria realizado no Terceiro Templo. A cerimônia teve caráter educacional para um número de espectadores.

Os sacerdotes usavam roupas feitas de acordo com as especificações bíblicas, e músicos tocaram os instrumentos adequados, incluindo o explosivo som das trombetas.

 

Fonte:fonte: http://guiame.com.br , com informações de http://www.breakingisraelnews.com

 


 

 


Jogadores da Seleção Brasileira celebram vitória olímpica: "O ouro é nosso, mas a glória é de Deus"

A final olímpica do futebol masculino entre Brasil e Alemanha foi carregada de emoção e também muita fé.

fonte: Guiame, Por João Neto


          POSTADO EM 22/08/2016
Neymar desafia a Fifa e usa faixa de 100% Jesus. (Imagem: Rede Globo)
Neymar desafia a Fifa e usa faixa de 100% Jesus.(Imagem: Rede Globo)

O jogo foi sofrido, mas não pela dor de um 7 X 1. Dessa vez, a emoção veio com direito a prorrogação e pênaltis. A final olímpica do futebol masculino entre Brasil e Alemanha foi carregada de emoção e também muita fé, conforme o goleiro Weverton expressou em entrevista à rede Globo, logo após o término da partida.

Questionado pelo repórter se ele se considerava "abençoado pelo destino", não hesitou em corrigir o jornalista.

"Deus abençoou. Eu falei há pouco e vou repetir: 'Pátria amada!'. O ouro é nosso, mas a glória é de Deus. Ele fez isso tudo na nossa vida", afirmou.

A fé de Weverton contagiou também o seus companheiros de equipe, como craque Neymar Jr.

 

Weverton foi outro jogador que não perdeu a oportunidade de glorificar a Deus após a vitória da Seleção Brasileira.

(Foto: Globo)

"Eu falei para o Neymar. Foi Deus que te trouxe aqui. Ele falou no vestiário: 'Deus me deu a segunda chance'. Ele foi prata na Olimpíada passada e agora teve a chance de ser ouro", celebrou o goleiro ainda em seu depoimento.

"Eu falei para ele que Deus o ama, assim como todo esse grupo aí, que está muito feliz! Glória a Deus", destacou.


Desafiando a Fifa

Neymar Jr. desafiou a Fifa mais uma vez e usou a tão "polêmica" faixa com a expressão 100% Jesus na hora de receber a sua medalha. Novamente o jogador apareceu para telespectadores de todo o mundo, declarando sua fé.

 

Fonte: http://guiame.com.br

 


Descendentes da Tribo de Levi se preparam para atuar no Terceiro Templo, em Israel

Muitos judeus e cristãos acreditam que o Terceiro Templo um dia irá tomar o lugar dos locais sagrados muçulmanos, de acordo com várias profecias bíblicas.

Descendentes da Tribo de Levi participam de treinamentos para o serviço no Terceiro Templo. (Imagem: Youtube)Descendentes da Tribo de Levi participam de treinamentos para o serviço no Terceiro Templo. (Imagem: Youtube)

O Instituto do Templo anunciou a abertura de uma escola de formação de descendentes da tribo de Levi, que deverão trabalhar no eventual retorno aos serviços do Terceiro Templo.

"Estamos muito animados para anunciar este novo passo para o restabelecimento dos serviços no Templo Sagrado. Nós convidamos os Cohanim [sacerdotes levitas e descendentes da Tribo de Levi] em todo o mundo para apoiar este projeto especial, o que significa um retorno ao seu direito de nascimento", disse em um comunicado o diretor do Instituto do Templo, rabino Chaim Richman.

Em um comentário separado, o rabino Richman observou que a "preparação para o templo não é mais um sonho, é uma realidade, em que todos podem desempenhar um papel".

O Instituto do Templo lançou uma campanha de doações voluntárias online para ajudar a financiar a formação sacerdotal, que incluirá cursos sobre como aplicar a tecnologia moderna ao serviço do Templo.

Em um vídeo de divulgação sobre a escola, o diretor educacional Avraham Kahana explica que está pronto para servir no Terceiro Templo, não porque simplesmente decidiu isto, mas também porque segue um legado de sua família.

"Eu sou um Conahim, não porque agora eu fui escolhido para isso, mas porque o meu pai era um Conahim, meu avô era um Conahim e meu bisavô também. Todos eles até Arão  o sacerdote maior, que foi o primeiro Conahim de Israel  foram da Tribo de Levi. Todos da família de Arão foram Conahins, escolhidos por Deus para servi-Lo no Santo Templo", diz ele.

O Monte do Templo em Jerusalém está atualmente ocupado pela Cúpula da Rocha e a Mesquita Al Aqsa, onde os muçulmanos agora reivindicam como seu terceiro local mais sagrado.

Muitos judeus e cristãos acreditam que o Terceiro Templo um dia irá tomar o lugar dos locais sagrados muçulmanos, de acordo com várias profecias bíblicas.

Os muçulmanos acreditam que o profeta Maomé subiu ao céu partindo de uma rocha localizada embaixo da Cúpula (Dourada) da Rocha, que foi construída no ano 685 d.C. Nos primeiros dias de existência do Islamismo, os muçulmanos rezavam virados para o lado de al-Aqsa, antes de mudar a direção das orações para Meca.

De acordo com a Bíblia, a mesquita de al-Aqsa é local da construção do primeiro e segundo templos judaicos, que foram destruídos nos anos 500 a.C. e 70 d.C, respectivamente. Do antigo templo, resta ainda um muro na parte ocidental da região da mesquita: o Muro das Lamentações, que se tornou um popular local de adoração para os judeus.

Celebrações

Uma cerimônia especial foi realizada no dia 10 de março de 2016 em Jerusalém, marcando o início do mês de Adar (o sexto na contagem da Criação do mundo) no calendário hebraico.

Na ocasião, o Instituto do Templo se uniu ao Sinédrio para realizar a reconstituição do cerimônia, que seria realizada no Terceiro Templo. A cerimônia também teve caráter educacional para um número de espectadores.

Os sacerdotes usavam roupas feitas de acordo com as especificações bíblicas e os músicos tocaram os instrumentos adequados, incluindo o característico som das trombetas.

                           

 

Fonte: http://guiame.com.br

 


A busca pela palavra “anticristo” no Google Maps cai no Templo de Salomão

POSTADO EM 28/07/2016

O Google disse que “certamente não foi uma ação da empresa”.

Acontece uma coisa meio estranha se você buscar pela palavra ANTICRISTO no Google Maps.

Acontece uma coisa meio estranha se você buscar pela palavra ANTICRISTO no Google Maps.

Sim, a busca mostra como resultado o Templo de Salomão. E tem uma galera nas avaliações do lugar que está tão confusa quanto nós:

 

É sério, pode tentar aí no seu computador ou celular.

Tem um pessoal no Twitter que está doido.

Ao BuzzFeed Brasil o Google disse que certamente não foi uma ação da própria empresa e que “os mapas têm muitas fontes, inclusive os próprios usuários”.

“De qualquer forma, todo usuário que encontra erro ou imprecisão nos mapas do Google pode reportá-los através da ferramenta ‘reportar um problema’”, disse nota enviada pelo Google.

Em nota ao BuzzFeed Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus afirmou que “piadas que incitem o preconceito foram abolidas do repertório de qualquer pessoa de bom senso”. A instituição disse, ainda, que já pediu a mudança do mapa.

Segundo a igreja, o responsável pela mudança agiu “de maneira sórdida e anônima”, a fim de “zombar da fé de quase 9 milhões de fiéis que têm no Templo de Salomão um local sagrado”.




Suposto local do `Jardim do Éden´ é considerado patrimônio da UNESCO

Os Pântanos da Mesopotâmia, alimentados pelos rios Tigre e Eufrates, é tido por muitos cristãos como local do Jardim do Éden

Fonte: Guia-me / com informações Reuters Via http://www.cpadnews.com.br
Suposto local do `Jardim do Éden´ é considerado patrimônio da UNESCO

Os Pântanos da Mesopotâmia, região tida por muitos cristãos como local do Jardim do Éden, tornou-se um patrimônio mundial da UNESCO, segundo anúncio feito pelas autoridades iraquianas neste domingo (17).

Localizado no sudeste do Iraque, o ecossistema úmido é alimentado pelos rios Tigre e Eufrates, tornando o local pleno de água e vida natural. No entanto, a região nem sempre foi mantida assim.

Na década de 1990, os rios que abasteciam a área foram drenados pelo ex-líder iraquiano Saddam Hussein. Sua ação foi feita para punir as tribos árabes nativas da região pantanosa e outros opositores que se refugiavam no local — que haviam se revoltado contra seu governo após a primeira Guerra do Golfo.

Hussein construiu uma rede de canais para desviar a água dos rios Eufrates e Tigre, direcionando-a para o mar.

O quadro foi revertido apenas depois da queda do ex-líder pelos Estados Unidos, em 2003. Desde então, moradores e agências ambientais trabalharam para destruir as barragens e restaurar a região.

Os pântanos, que tinham a extensão de 9 mil quilômetros quadrados na década de 1970, foram reduzido para apenas 760 quilômetros quadrados até 2002, antes de sua recuperação. O Iraque anunciou que pretende recuperar um total de 6 mil quilômetros quadrados.

Em fronteira com o Irã, os pântanos têm sido utilizados nos últimos anos para o contrabando de drogas, armas e cativeiros de reféns. As tribos árabes nativas viveram nos Pântanos da Mesopotâmia por milênios, mas ultimamente têm vivido à margem da sociedade iraquiana.

No domingo, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, elogiou a decisão da UNESCO que, segundo ele, "coincide com as vitórias militares consecutivas na guerra contra o Estado Islâmico”.

O grupo terrorista, que já perdeu metade do território que foi dominado por eles em 2014, ainda controla alguns dos mais ricos sítios arqueológicos do mundo no norte do Iraque.



Nova primeira-ministra do Reino Unido diz que a fé cristã direciona suas decisões

Theresa é filha de um líder cristão, o reverendo Hubert Brasier e sua esposa Zaidee, que incutiu na líder um senso de serviço e um desejo de ajudar os outros

POSTADO EM 15/07/2016
Nova primeira-ministra do Reino Unido diz que a fé cristã direciona suas decisões

 

A nova primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, revelou que sua fé cristã é uma parte significativa de quem ela é, guiando e direcionando todas as suas decisões.

May, que já havia servido no escritório da Casa por mais de seis anos, foi instalada como a nova primeira-ministra do Reino Unido, depois que David Cameron renunciou oficialmente na última quarta-feira e sua única rival, Andrea Leadsom, deixou a disputa pela liderança no início desta semana.

Segunda líder feminina desta magnitude na história do Reino Unido (a primeira foi a célebre Margareth Tatcher), May revelou que sua fé cristã desempenha um papel vital em sua vida.

"Ela [a fé cristã] é parte de mim. É parte de quem eu sou e, portanto, de como eu abordo as coisas", disse a ex-ministra do Interior, de 59 anos, à Rádio BBC 4 de Desert Island Discs, já no ano de 2014.

"Eu acho que é certo que não venhamos a expor essas coisas aqui na política britânica. Mas isso é parte de mim e, obviamente, ajuda a moldar meu pensamento e minha abordagem", acrescentou.

Theresa é filha de um líder cristão, o reverendo Hubert Brasier e sua esposa Zaidee, que incutiu na líder um senso de serviço e um desejo de ajudar os outros.

"Eu cresci filha de um vigário local e neta de um sargento regimental. O serviço público tem sido parte de quem eu desde as minhas primeiras memórias", observou ela em um relatório.

"Eu sei que alguns políticos buscam altos cargos, porque eles são movidos por fervor ideológico", acrescentou. "Eu sei que outros os procuram por razões de ambição ou glória. Minhas razões são muito mais simples".

May congrega ativamente na Igreja da Inglaterra. O reverendo Jamie Taylor, de St Andrew e um amigo de May a descreveram como um "membro muito favorável" da igreja histórica e uma "trabalhadora incansável".

Taylor acrescentou: "Oramos semanalmente para Sua Majestade e pelas autoridades sob ela. Esta oração vai assumir um pouco mais significado para nós em Saint Andrew nos próximos anos... Em nome de todos da Igreja de St Andrew, eu felicito calorosamente [May] enquanto ela se prepara para assumir as responsabilidades desafiadoras que estão diante dela".

Enquanto isso, na sua declaração após a confirmação de que ela seria a próxima primeira-ministra do Reino Unido, May insistiu que "o significado de Brexit [saída do Reino Unido da União Europeia] depende do que vai ser feito para o sucesso dele" e enfatizou que o país vai "forjar um corajoso, novo, papel positivo no mundo".

Ela também pediu unidade, uma liderança forte e uma visão positiva para o futuro.

"A visão de um país que trabalha, não apenas para os poucos privilegiados, mas que funciona para cada um de nós. Porque nós estamos dando às pessoas, mais controle sobre suas vidas. É assim que, juntos, vamos construir um Reino Unido melhor", disse ela.

 

Fonte: Guiame/ Com informações do Gospel Herald. 


Cristão é jogado em cela com animais ferozes e sai ileso

Como o profeta Daniel, advogado egípcio experimentou milagre na cadeia

 POSTADO EM  15/07/2016
Cristão é jogado em cela com animais ferozes e sai ileso

Um ex-muçulmano egípcio foi preso e torturado após se converter a Cristo. Milagrosamente, escapou de ser morto por animais ferozes, num relato que lembra a história bíblica do profeta Daniel.

Segundo foi noticiado pela Christian Today, o advogado egípcio Majed El Shafie entregou sua vida a Cristo depois de ser evangelizado por um amigo e estudar a Bíblia com ele. El Shafie era um homem influente em sua comunidade. Nascido e criado em família muçulmana, após sua conversão foi proibido de advogar e acabou preso por apostasia. Enviado para Abu Zaabel, no Cairo, passou meses na penitenciária conhecida como “Inferno na Terra”.

Enquanto estava na prisão, El Shafie foi submetido a várias formas de tortura, incluindo ser espancado, queimado, cortado e amarrado a uma cruz por dois dias inteiros. O tempo todo, seus agressores exigiam que confessasse quem eram os cristãos com quem ele se reunia.

Certo dia, durante uma sessão de tortura, cães ferozes foram colocados pelos guardas na sala onde ele estava. O advogado temeu ser devorado vivo, pois os animais estavam famintos, mas permaneceu em oração e viu uma cena que lembra a história bíblica de Daniel na Cova dos Leões. Os cães ficaram calmos e sentaram perto de El Shafie, sem feri-lo. Seus captores ficaram irritados e trouxeram outros cães, mas aconteceu a mesma coisa.

No quarto dia de sua tortura, o ex-muçulmano decidiu confessar: “Eu vou dizer quem é o nosso líder, e se vocês puderem pegá-lo, ele poderá dizer os nomes de todos os membros. O nome do nosso líder é Jesus Cristo”. Isso deixou os guardas ainda mais nervosos.

Apanhou tanto que, dias depois, foi levado para um hospital para se recuperar de seus ferimentos. Desidratado por ter ficado dias sem comida nem água, conta que recebeu uma visita de Jesus, que lhe ofereceu água.

Foi quando soube que tinha sido condenado à morte. Com a ajuda de amigos, ele conseguiu fugir para Israel. De lá, foi para o Canadá, onde foi aceito como refugiado. Estou teologia e se tornou pastor. Há anos vem trabalhado para ajudar os cristãos perseguidos. Fundou a One Free World International uma ONG que luta pelos direitos humanos, sobretudo a liberdade religiosa.

“Nossos inimigos têm um exército muito forte, tem armas muito fortes, mas nós temos o Senhor Todo-Poderoso. Eles podem matar o sonhador, mas ninguém pode matar o sonho”, ensina.

Recentemente, recebeu o prêmio “Raoul Wallenberg Citation for Moral Courage”. Quando dá seu testemunho, menciona a história dos cães. “Eles são treinados para ouvir seus mestres, mas não há maior mestre que o Senhor Jesus Cristo”, comemora.

 

Fonte: gospel prime. Via http://www.cpadnews.com.br/


Psiquiatra afirma que possessão demoníaca é real e mais frequente do que se pensa

Dr. Richard Gallagher é psiquiatra e professor da clínica na Faculdade de Medicina de Nova York e, diferente da maioria de seus colegas, ele acredita que há um mundo espiritual com um lado muito obscuro que vai além de apenas o nosso mundo físico.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO WASHINGTON POST

POSTADO EM 12 DE JULHO 

Dr.  Gallagher sugere possessão demoníaca é mais frequente do que muitos acreditam. (Foto: Metropolitana FM)
Dr. Gallagher sugere possessão demoníaca é mais frequente do que muitos acreditam. (Foto: Metropolitana FM)

 

Embora muitos cientistas digam que a possessão demoníaca é um mito, um psiquiatra tem afirmado que ela é real e o número desses casos pode estar em ascensão.

Dr. Richard Gallagher é psiquiatra e professor de psiquiatria clínica na Faculdade de Medicina de Nova York. Ao contrário da maioria de seus colegas da arena científica, ele acredita que há um mundo espiritual com um lado muito obscuro que vai além de apenas o nosso mundo físico.

O trabalho de pesquisa de Gallagher sobre o mundo demoníaco começou décadas atrás, quando ele teve um cliente que dizia ser uma bruxa.

"Ela se dizia bruxa e usava roupas escuras e sombra preta em torno de seus olhos", contou Gallagher ao descrever a mulher em um artigo para o jornal 'Washington Post'.

Como um homem da ciência, Gallagher reagia com certo ceticismo sobre as afirmações da mulher que ele testemunhou o inexplicável.

"O comportamento dela ultrapassou o que eu poderia explicar com a minha formação", lembrou ele. "Ela poderia revelar as fraquezas secretas de algumas pessoas. Ela sabia essas informações sobre indivíduos que nunca tinha conhecido ou até que já tinham morrido, incluindo minha mãe e seu caso fatal de câncer no ovário."

Mas essa não foi a única coisa que convenceu Gallagher. O psiquiatra contou que esta revelação de sua paciente foi "apenas uma brincadeira" dela.

"Posteriormente, seis pessoas me alertaram que, durante seus exorcismos, a ouviram falar várias línguas completamente desconhecidas para ela fora de seus transes, incluindo o latim", disse ele. "Isto não era algum tipo de psicose. Eu só poderia descrever como uma habilidade paranormal, então eu concluí que ela estava possuída".

A partir de então Gallagher começou a trabalhar com padres para ajudar a distinguir quais os clientes estavam possuídos e quais estavam tendo surtos causados por alguma doença mental grave.

"Nas últimas duas décadas e meia e mais várias centenas de consultas, ajudou líderes de várias denominações e credos a filtrar episódios de doença mental - que representam a esmagadora maioria dos casos - do que parece literalmente o trabalho do diabo", ele explicou.

Com mais de 20 anos de experiência na identificação de possessões demoníacas, Gallagher sugere possessão demoníaca é mais frequente do que muitos acreditam.

"O Vaticano não rastreia os exorcismos em nível global ou nacional, mas na minha experiência e de acordo com os padres que conheço, o número de casos de possessões está aumentando", disse ele.

"Os Estados Unidos são o lar de cerca de 50 exorcistas 'estáveis - aqueles que foram designados pelos bispos para combater a atividade demoníaca em uma base semi-regular - comparados com apenas 12 há uma década", Gallagher acrescentou.

Ainda assim, muitos no campo de Gallagher não acreditam que os médicos possam conciliar o seu trabalho com a crença no mundo espiritual. Mas Gallagher diz que ele tem uma resposta simples para essa objeção.

"Já me perguntaram e eu tenho uma resposta simples. Eu honestamente peso as evidências", disse ele. "A meu ver, a evidência para a posse é como a evidência para a travessia de George Washington em Delaware. Em ambos os casos, relatos históricos escritos com numerosas testemunhas comprovam sua precisão".

Gallagher também diz que é mais ilógico rejeitar completamente a existência de um mundo espiritual.

"Como psicanalista, uma rejeição completa sobre a possibilidade de ataques demoníacos parece menos lógica e muitas vezes tendenciosa, em vez de uma avaliação cuidadosa dos fatos".


Pesquisadores israelenses desenvolvem o “Google da Bíblia”

A universidade israelense Herzog College acaba de lançar um portal de pesquisas que vem sendo descrito como o “Google da Bíblia”, por reunir diversas informações sobre as Escrituras Sagradas e a história do povo judeu.

A plataforma foi lançada no mês passado (junho 2016) e tem funções interativas, com ferramentas que permitem alguns passeios virtuais pelos locais do território de Israel mencionados na Bíblia Sagrada.

O trabalho, fruto de cinco anos de pesquisas, conseguiu autorização do Google para usar o apelido em suas campanhas de divulgação, além de usar a ferramenta Maps para situar o internauta nas localidades históricas.

A equipe de dez pesquisadores que pôs o projeto em prática afirmou, de acordo com informações do Jewish News, que não queria desenvolver apenas mais uma bíblia online, e sim, um portal abrangente, com artigos acadêmicos relacionados com cada passagem bíblica, lições religiosas e comentários teológicos.

O rabino Yehuda Dr. Brandes, reitor da universidade localizada em Jerusalém, afirmou que o projeto inclui um extenso conteúdo acumulado ao longo de 50 anos de pesquisas: “Este é mais um passo para o renascimento do estudo da Bíblia em Israel e na diáspora [comunidades judaicas pelo mundo], tornando a Bíblia o fundamento da identidade de israelenses e judeus, através de uma conexão com o passado e o futuro”, pontuou Brandes.

 

Pesquisadores – O valor investido no projeto foi o equivalente a R$ 8,8 milhões (mais de 10 milhões de novos shekels israelenses, moeda do país), e a Herzog College está à procura de parceiros para que o projeto seja ampliado, com tradução para mais cinco línguas até o ano que vem. Atualmente, o “Google da Bíblia” está disponível apenas em inglês e hebraico.

Clikc aqui. e acesse o portal.

Fonte: http://www.rondocristao.com.br  Com informações do Gospel+.

Jesus aparece a refugiados que cruzavam mar e acalma tempestade

Postado em 10/06/2016

 

Refugiados sobreviveram à perigosa tempestade e se converteram

 

  •  

O testemunho de Erick Schenkel, diretor-executivo do Projeto Filme Jesus tem surpreendido muitas pessoas na Europa. Ele conta que sua missão está trabalhando no discipulado de um grupo de refugiados que afirmam ter visto Jesus no mar Egeu.

Eles estavam em um barco como as dezenas que atravessam do norte da África para a Grécia todos os meses. O vento forte e as ondas altas ameaçavam virar a embarcação cheia de imigrantes fugindo do Médio Oriente. Todos sabiam que muitos outros nas mesmas condições morreram na travessia.

Os refugiados estavam com medo e a beira do desespero. “Mas as pessoas do barco começaram a clamar a Deus em voz alta. De repente, uma “figura divina brilhante” apareceu a eles”, relata Schenkel. “O barco inteiro sabia que era Jesus”, insiste, acrescentando que eles o ouviram dar um comando e as águas se acalmaram imediatamente, salvando suas vidas.

“A partir desse ponto, o mar ficou calmo e tranquilo, e eles chegaram em segurança em terra”, ressalta Schenkel. Semanas depois, os refugiados foram atendidos por cristãos que, ouvindo o relato, começaram a fazer grupos de discipulado e de estudo da Bíblia. O responsável pelas aulas é um ex-jihadista, que também teve uma forte experiência de conversão.

Para o líder do Projeto Filme Jesus, o relato surpreendente ecoa o episódio relato nos Evangelhos quando o Messias acalmou uma tempestade no Mar da Galileia (Mateus 4:37). Embora não tenha dado mais detalhes sobre quem eram esses refugiados, insiste que havia um propósito pois todos que estavam ali queriam se tornar seguidores daquele que tem todo o poder. Com informações de

 

Christian Post Via Gospel Prime


Paróquia em SP é multada em 36 mil reais por tocar sino. Enquanto isso: prefeito promove funk

Postado em 22/06/2016

Prefeitura penalizou a paróquia por tocar o dispositivo por dezesseis segundos além do permitido

Com informações deVeja – Tradição de 81 anos na Paróquia São João Maria Vianney, na Vila Romana, Zona Oeste de São Paulo, o badalar dos sinos antes das missas nos domingos de manhã rendeu multa de 36 540 reais, aplicada pelo Programa de Silêncio Urbano (Psiu). O motivo: o dispositivo foi tocado dezesseis segundos além do permitido, na manhã do dia 30 de novembro, quando duas fiscais constataram que os ruídos também chegavam a 80 decibéis às 9h50, o que ultrapassou o limite permitido de 65 decibéis.

A aplicação da multa causou revolta entre frequentadores da igreja e moradores da Vila Romana. Eles tentam descobrir quem fez a denúncia ao Ministério Público Estadual no início de agosto. A partir dessa reclamação, protocolada na Promotoria de Habitação e Urbanismo, os fiscais da prefeitura foram duas vezes à igreja. No fim de agosto, o Psiu chegou a alertar o sacristão Gilberto Barbosa, de 35 anos, sobre o problema. Ele é o fiel responsável há dezesseis anos por puxar as cordas que badalam o sino.

“No fim de agosto, vieram e disseram que tinham recebido a denúncia do barulho. Mas em nenhum momento me orientaram, não sabia que o sino só poderia tocar por 1 minuto”, argumenta o padre Raimundo Vieira, de 44 anos, que comanda a igreja. “Quando voltaram, em novembro, já foi para multar.”

O padre e moradores católicos vizinhos dizem que a tradição de mais de oito décadas não pode ser interrompida.

“Pancadão pode, blocos de carnaval podem, ensaios de escola de samba na rua, também. Eu não sou contra essas coisas. Acho até que uma manifestação cultural como os blocos deve ser autorizada. Mas o sino também é parte de uma tradição da comunidade”, defende o padre. “É aquela velha história. Eles peneiram as moscas e deixam passar os camelos”, acrescentou Vieira.

Vale lembrar, que em janeiro deste mesmo ano, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad vetou projeto que proibia realização de bailes funk em SP. Segundo o prefeito, o “funk é uma expressão legítima da cultura urbana jovem, não se conformando com o interesse público sua proibição de maneira indiscriminada nos logradouros públicos e espaços abertos.”

Pois é, um sino tocando em menos de um minuto e meio é um atentado, mas uns funks horrorosos são expressões legitimas da cultura urbana.

 

Fonte: http://fidespress.com 


Aprovada lei que declara Bíblia como patrimônio imaterial da Bahia

Texto foi aprovado pelo plenário da Casa e publicado no Diário Oficial do Legislativo desta quarta-feira (17)

Fonte: Notícias Cristãs / Bahia Notícias | 19/02/2016 - 11:45
Resultado de imagem para imagens da bíblia               Resultado de imagem para imagens da bíblia

 

A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou nesta segunda-feira (15) uma lei que declara a Bíblia como patrimônio imaterial da Bahia. O texto foi aprovado pelo plenário da Casa e publicado no Diário Oficial do Legislativo desta quarta-feira (17). A proposta é de autoria do deputado estadual pastor Sargento Isidório (Pros).

"Para a maior parcela do cristianismo a Bíblia é a Palavra de Deus, portanto ela é mais do que apenas um bom livro, é a vontade de Deus escrita para a humanidade.

Para esses cristãos, nela se encontram, acima de tudo, as respostas para os problemas da humanidade e a base para princípios e normas de moral", escreve Isidório na justificativa da lei.

 

http://www.cpadnews.com.br/estaticos/img/img_logo.png

 


 

Na 18ª Consciência Cristã, pastores divulgam carta rejeitando distorções do Evangelho no Brasil

 Publicado por Tiago Chagas em 10 de fevereiro de 201          

A 18ª Consciência Cristã iniciou suas atividades na última segunda-feira, 08 de fevereiro, no Pavilhão Central do Parque do Povo, em Campina Grande (PB).

O evento, organizado pela Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), reúne pastores e lideranças evangélicas, e a expectativa é que aproximadamente 12 mil pessoas por dia participem das palestras.

“A expectativa de público é atingir uma média de 70 a 80 mil pessoas. São mais de 12 mil pessoas por noite e esperamos que em 2016 tenhamos um número maior que tivemos em 2015”, afirmou o pastor Valberto Cruz. “No evento, não tratamos apenas do lado religioso, mas de vários assuntos como teologia, fé, saúde, apologética, família, sexualidade, ciência e liderança. A variedade de temas faz com que pessoas se dirijam ao evento a fim de aprender, numa perspectiva cristã, a se comportarem perante a sociedade e para contribuírem com ela”, acrescentou.

Preocupados com as distorções do Evangelho que surgem nas diversas vertentes existentes no meio evangélico, os conferencistas publicaram a “Carta de Campina Grande”, um documento que sintetiza a crença protestante e delineia o significado do Evangelho.

“Estamos convictos de que fora de Cristo absolutamente ninguém pode ser salvo, portanto, com coração contrito, afirmamos que rejeitamos todo tipo de doutrina, ensino ou conceito teológico que afirme a possibilidade de salvação do pecador fora de Cristo. Declaramos também, como discípulos do Senhor, que assumimos o compromisso de proclamar Cristo a todos os povos, tribos, línguas e nações, como o único capaz de salvar o homem de seus delitos e pecados (João 10:6; 11:25; 14:6)”, subscreveram os pastores.

Confira a íntegra da “Carta de Campina Grande“:

Nós, membros da igreja de Jesus Cristo, participantes do 18º Encontro para a Consciência Cristã, celebramos a comunhão que desfrutamos como povo de Deus, e unidos ao redor do evangelho de Cristo afirmamos:

1-) Que a mensagem pregada pelos apóstolos tinha por conteúdo exclusivo a verdade inequívoca de que Jesus Cristo era o único capaz de salvar os homens de seus delitos e pecados, e que fora dele absolutamente ninguém pode ser salvo (Atos 4:12).

2-) Afirmamos também que através da morte de Cristo na Cruz todo escrito de dívida que era contra nós foi cancelado (Colossenses 2:13-14) e que, devido a isso, não existe nenhuma maldição ou condenação que possa prevalecer, amedrontar ou escravizar aqueles que por Ele foram salvos.

3-) Afirmamos que o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário foi suficiente para livrar o crente de toda condenação do pecado. Em virtude disso, tornam-se desnecessárias ações humanas cujo foco destina-se a quebra de maldições hereditárias, repreensão de espíritos familiares que escravizam os homens ou até mesmo a observância de elementos místicos cujos conceitos não estão fundamentados nas Sagradas Escrituras. Ao contrário disso, afirmamos veementemente que cremos que a morte de Cristo na cruz foi suficiente para libertar os salvos das garras de Satanás dando a estes, vida eterna (Colossenses 1:13-14).

4-) Afirmamos que Cristo é suficiente para a salvação do pecador. Em virtude disso, não existe nada, nem ninguém, nem tampouco nenhuma observância religiosa capaz de corroborar com a salvação dos homens. Acreditamos que a salvação não se deve a uma conquista humana, mas é uma dádiva de Deus. Não nos é possível alcançá-la por mérito, mas sim por graça, e que também não é um tipo de troféu que erguemos como fruto do nosso esforço pessoal, mas um presente imerecido (Efésios 2:1-10).

5-) Afirmamos que o evangelho é a boa notícia da salvação graciosa de Deus de que somente pela fé em Jesus Cristo o homem pode ser salvo e que ninguém pode ser justificado por suas obras, visto que todos pecaram e distanciaram-se da glória de Deus (Romanos 3:23; 6:23; Efésios 2:8-9), tornando-se assim incapazes de se autojustificarem diante de Deus (Romanos 3:10-11).

Diante do exposto, concluímos:

Estamos convictos de que fora de Cristo absolutamente ninguém pode ser salvo, portanto, com coração contrito, afirmamos que rejeitamos todo tipo de doutrina, ensino ou conceito teológico que afirme a possibilidade de salvação do pecador fora de Cristo.

Declaramos também, como discípulos do Senhor, que assumimos o compromisso de proclamar Cristo a todos os povos, tribos, línguas e nações, como o único capaz de salvar o homem de seus delitos e pecados (João 10:6; 11:25; 14:6).

Portanto, confiantes na graça de Deus, assumimos este compromisso diante do Todo-poderoso e de Seu povo, a fim de vermos em nossa nação um poderoso progresso do Evangelho de Cristo.

 

ASSINANTES

Pr. Euder Faber Guedes Ferreira (presidente da VINACC)
Pr. Augustus Nicodemus Lopes (IPB/GO)
Pr. Aurivan Marinho (IC/PE)
Prof. Brenno Douettes (IB/PR)
Pr. Calvino Rocha (IPB/PB)
Pr. Ciro Sanches Zibordi (AD/RJ)
Pr. Conrad Mbewe (KBC/ZAM)
Pr. Franklin Ferreira (IB/SP)
Pr. Gaspar de Souza (IPB/PE)
Pr. Geremias Couto (AD/RJ)
Pr. Joaquim de Andrade (CREIA/SP)
Pr. Jonas Madureira (IB/SP)
Pr. Jorge Noda (ILEST/PB)
Pr. José Bernardo (AMME/SP)
Pr. Marcos Gladstone (SBB/SP)
Prof.ª Norma Braga (IPB/RN)
Pb. Solano Portela (IPB/SP)
Pr. Renato Vargens (ICA/RJ)
Miss. Rosali Melo (IC/PB)
Miss. Thomaz Litz (Juvep/PB)
Pr. Tiago Santos (IB/SP)

 

Fonte:http://noticias.gospelmais.com.br/

 


 

Jornalista dinamarquesa desabafa: “europeus estão afeminados e as mulheres estão em perigo”

Finalmente alguém falou o óbvio! E não foi um homem. Não foi alguém machista. Ah, diabos!, para desespero da mídia “progressista”, não foi Jair Bolsonaro!!! Foi uma jornalista dinamarquesa, Iben Thranholm, reclamando dos efeitos nefastos de décadas de feminismo, que tornou o homem europeu um ser afeminado, deixando de lado virtudes tradicionais como virilidade, honra, coragem, coisas úteis para proteger suas mulheres e sua cultura. Quando o governo italiano abaixa as calças para o governo iraniano, escondendo suas estátuas nuas para não “ofender” o visitante, essa mensagem fica mais evidente ainda. Vejam:

 

Sou um machista reacionário neandertal por acreditar que ela está certa, que os homens deveriam, sim senhor!, demonstrar uma postura mais firme, mais viril, para proteger as mulheres que são vítimas dos malucos islâmicos? Whatever. O rótulo é dado por “progressistas” que já foram, eles mesmos, lobotomizados pela era pós-moderna, gente que se refere a meninos e meninas como “meninx”, pois acredita em “identidade de gênero”. Eu prefiro ficar do lado da jornalista dinamarquesa. E do legado da civilização ocidental, hoje ameaçado pelas “almas sensíveis” que dominaram o mundo com seu vitimismo.

Aqui em casa tem macho protetor sim, para o “horror” das feministas recalcadas que adorariam ter um para chamar de “seu”; e se aparecer um maluco desses, que acha que pode abusar das mulheres porque elas andam de saia, será recebido por uma senhora porreta: a Sra. Glock!

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Colaborador do jornal O GLOBO. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Evangelho muda rotina nos presídios do Piau

 

Igrejas centenárias no mundo que se tornaram cervejaria e outros negócios

Lamentável

Igrejas centenárias de até 700 anos atrás e que hoje se tornaram casas que abrigam negócios, entre os mais distintos comércios. Alguns templos restaurados, foram transformados em cervejarias, boates, livrarias.

Alguns desses  estabelecimentos, preservam, muitas coisas desses templos: suas estruturas, bancos, vitrais, confessionário e até altar.

Conheça a seguir um pouco sobre esses cinco espaços religiosos que foram transformados em negócios laicos, e hoje atraem turistas por essa característica inusitada.

Livraria que funciona em uma igreja de mais de 700 anos

Livraria que funciona em uma igreja de mais de 700 anos
Livraria que funciona em uma igreja de mais de 700 anos

A livraria, situada dentro de uma igreja com mais de 700 anos de idade, integra constantemente as listas das mais bonitas do mundo na imprensa internacional, e já foi considerada a mais bela de todas pelo jornal inglês “The Guardian”. Aberta em 2007 sob o nome Selexyz Dominicane, ela agora pertence a uma rede de livrarias e se chama Polare Maastricht – nome da charmosa cidade holandesa onde está situada.

As modernas estantes de três andares, com passarelas e escadas, integram-se bem ao maciço edifício e não encostam nas paredes nem em nenhuma outra parte da estrutura original, para não danificá-lo. O café fica no antigo santuário da igreja.


Antiga igreja que virou uma discoteca na capital da Holllanda
Antiga igreja que virou uma discoteca na capital da Holllanda

A igreja do século 19 se transformou em um espaço cultural e de lazer de grupos hippies nos anos 1960. Em 1968, foi oficialmente inaugurado com o nome “Cosmic Relaxation Center Paradiso”. Ao longo do tempo, a boate – que hoje se chama apenas “Paradiso” – abrigou festivais e shows dos mais variados estilos, como rock, pop e eletrônico.

O palco principal, com capacidade para 1.500 espectadores, já recebeu artistas como Lee Lewis, Grace Jones, Queens Of The Stone Age, White Stripes e Lady Gaga. Outro palco menor abrigou shows intimistas de bandas como Franz Ferdinand e Kings of Leon.

Também são famosas as festas de música eletrônica comandadas por DJs, na qual o público dança na antiga igreja de pé-direito alto e janelas grandes. O Paradiso também se considera um centro cultural, onde são organizados desfiles de moda, sessões de cinema, palestras científicas e festivais de poesia.


Igrejas centenárias no mundo que se tornou cervejaria e outros negócios
Igrejas centenárias no mundo que se tornaram cervejaria e outros negócios

Church Brew Works (Pittsburgh, EUA)
O estabelecimento funciona em uma igreja batista do início do século 20 em Pittsburgh.

Após ser atingida por um incêndio em 1915, ela ficou fechada por mais de 80 anos. Em 1999, a cervejaria abriu suas portas.

Segundo a empresa, a restauração da igreja foi feita com todo o cuidado, usando peças originais. Os bancos, por exemplo, foram cortados para servirem de assento para os clientes nas mesas.

A madeira que sobrou foi usada no bar.

Perto dele, fica um dos confessionários, intacto. As luminárias foram repintadas e os tanques de aço com a bebida ficam em frente ao altar, “no fundo celestial azul”, afirma a empresa.

igreja gótica que se tornou em livraria na Hollanda
igreja gótica que se tornou  livraria na Hollanda

A livraria funciona em uma enorme igreja gótica dominicana do século 15 na cidade de Zwolle.

Os arquitetos responsáveis pelo projeto foram orientados a manter intacta toda a estrutura do edifício, com um bonito órgão, vitrais nas janelas e pinturas no teto.

Todos os móveis criados por eles são removíveis e podem ser retirados caso o edifício volte ao propósito original.

A livraria Waanders in de Broeren, que foi criada em 1836 em um espaço modesto e foi se mudando de sede até chegar à igreja, montou também no local um restaurante, palco de eventos e loja.


Igreja metodista que foi transformada em bar
Igreja metodista que foi transformada em bar

Um dia, quando estava dirigindo seu carro em uma estrada de Ohio, nos EUA, o dono desta vinícola viu uma igreja metodista abandonada. Gostou tanto da construção centenária que mandou transportá-la, pedra por pedra, da cidade onde ela estava (Shalersville) para Geneva, município a mais de 50 km.

Lá, reconstruiu o edifício, que é de 1892, e montou uma butique de vinhos e espaço de degustações dentro dele.

Para preservar as origens eclesiásticas, a South River Vineyard manteve os bancos originais, a porta interna, o piso e algumas janelas com vitrais. O local também afirma manter um ambiente silencioso e sereno, para que os clientes possam apreciar melhor a bebida.

*Reportagem e Imagens do G1

Veja também: A Igreja-Bar, a Igreja dos bêbados!

“Se este é o passado, do que um dia já foi Igreja, que Deus nos livre de um futuro como este para as Igrejas do Brasil.”

 

Via http://www.amigodecristo.com


A Bíblia já pode ser lida em 2.544 idiomas

O Relatório Mundial de Tradução de Escrituras, publicado pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) informou que até 31 de dezembro de 2012 já foram registradas publicações do texto bíblico em 2.544 diferentes línguas: 1.249 Novos Testamentos, 810 porções bíblicas e 485 Bíblias completas. Em 2012, foram publicadas 27 edições inéditas do texto bíblico, entre as quais 15 edições do Novo Testamento em idiomas como o Balanta (Senegal) e o Paranan (Filipinas) e no dialeto Mardini (Turquia).

As Sociedades Bíblicas de todos os países, bem como outras organizações dedicadas à tradução bíblica, vêm trabalhando em parceria com instituições missionárias e tradutores para produzir, a cada ano, Escrituras em idiomas de todos os continentes. Dessa forma, cumprem a missão de ampliar cada vez mais o acesso ao texto bíblico.

A maior quantidade de traduções, com 745 idiomas, foi destinada ao continente africano, seguido pelo asiático, com 619 e pela Oceania (Austrália, Nova Zelândia e Ilhas do Pacífico), com 449 idiomas. Nas Américas, já foram realizadas 516 traduções e na Europa outras 212. Existem ainda três publicações em idiomas construídos, como, por exemplo, o esperanto.

O relatório apresenta registros de traduções realizadas pelas Sociedades Bíblicas Unidas e Escrituras traduzidas e publicadas por diversas organizações, para que se tenha um panorama mundial do trabalho que vem sendo realizado para difusão da mensagem bíblica. Além das publicações em primeira edição, o relatório mostra também o avanço das revisões e novas edições, revelando o esforço empreendido pelas organizações envolvidas visando a melhoria das publicações e a constante atualização da linguagem.

Entre as traduções bíblicas inéditas, no biênio 2011/2012, destacam-se oito publicações do Novo Testamento para países do continente africano, como Senegal, Gana, Burkina Faso e Nigéria. Também está entre as publicações em línguas traduzidas pela primeira vez o Novo Testamento em Bacairi, do Brasil.

“Existem cerca de 7 mil línguas no mundo e, portanto, ainda é grande o número de pessoas sem acesso à mensagem bíblica na língua que lhes fala ao coração. Alcançar todos os povos é o nosso desafio, porém agradecemos a Deus por permitir que os esforços para traduzir a mensagem bíblica já tenham apresentado tão bons resultados”, avalia Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB e responsável pela elaboração do documento.

Síntese do Relatório Mundial de Tradução de Escrituras 2012

Continente ou Região
Porções
NTs
Bíblias
Total
África 216 340 189 745
Ásia 206 266 147 619
Austrália/Nova Zelândia/ Ilhas do Pacífico 135 274 40 449
Europa 110 39 63 212
América do Norte 40 31 8 79
Ilhas do Caribe / América Central / México / América do Sul 101 299 37 437
Línguas Construídas 2 0 1 3
Total 810 1.249 485 2.544


_____________
Com informações da Sociedade Bíblica do Brasil.

  Fonte: http://www.ultimato.com.br


Homem desmaia tentando roubar caixa do dízimo de igreja

Homem desmaia tentando roubar caixa do dízimo de igreja
Homem desmaia tentando roubar caixa do dízimo de igreja

Um homem de 27 anos desmaiou, no momento em que estava tentando roubar uma caixa do dízimo de uma igreja, com cerca de R$ 10 mil, a caixa estava guardada em uma residência de Presidente Médici (RO), nesta quinta-feira (5). O suspeito foi achado pelos policiais militares caído debaixo de uma cama.

Conforme a Polícia Militar (PM), o homem teria pulado o muro da residência junto com um comparsa. Após entrarem no quintal, eles retiraram duas tábuas da parede da casa para assim ter acesso ao interior da casa. Durante a tentativa de furto, um dos criminosos fez barulho, o que chamou a atenção de vizinhos.

Desconfiados do barulho, os moradores vizinhos acionaram a PM. Ao chegarem no endereço da ocorrência, os policiais encontraram na parte externa um boné e roupas masculinas jogadas no chão. Dentro da residência, a guarnição percebeu que a televisão de 32 polegadas e um botijão de gás não estavam no lugar.

Ao entrarem em um dos quartos, os policiais encontram o homem de 27 anos desmaiado e abraçado a uma caixa, debaixo de uma cama. Os policiais tentaram acordá-lo, mas o suspeito não mostrou reação. Dentro da caixa havia cerca de R$ 10 mil.

Uma ambulância do Hospital Municipal de Presidente Médici foi chamada no local e, após os primeiros socorros, encaminhou o suspeito ao Hospital Municipal de Ji-Paraná (RO).

Segundo a unidade hospitalar, o suspeito está em observação médica e a equipe aguarda o resultado de uma tomografia computadorizada no crânio para descobrir o que pode ter causado o desmaio. O quadro de saúde do homem, que é usuário de drogas, está sendo considerado estável.

O segundo suspeito que foi visto entrando na casa por alguns vizinhos não foi localizado pela polícia. A PM encontrou o botijão de gás e uma impressora levada da casa em um terreno baldio.

Dízimo
Após socorrerem o suspeito que desmaiou na tentativa de furto, os policiais entraram em contato com os proprietários da casa, que estão passeando no estado do Acre. Segundo eles os R$ 10 mil que estavam na caixa é do dizimo da igreja onde frequenta. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.(*informações são do G1)

 

Fonte: http://www.amigodecristo.com

 

 


 

A Igreja é a instituição na qual os brasileiros mais confiam

Por Internautas Cristãos
Neste tempo em que as instituições brasileiras estão em ruínas, a igreja cristã permanece como um refúgio para o povo brasileiro.

Apesar das falhas das verdadeiras igrejas, e do fato de que tantas outras são falsas igrejas, o Reino de Deus brilha no meio das trevas.

É isso que revela a pesquisa CNT/MDA, realizada entre os dias 12 e 16 de julho de 2015. O relatório final apresenta uma descrença quase completa dos brasileiros em relações às instituições, com exceção apenas da Igreja, que aparece com 53,5%.

Todas as demais instituições aparecem bem atrás, com menos de 16%. As Forças Armadas, que já tiveram alta pontuação em pesquisas anteriores, alcançaram apenas 15,5%, ficando em 2º lugar. A Justiça vem em 3º, com 10,1%. Daí para frente, os percentuais são de 5% para baixo. A imprensa, por exemplo, surge com meros 4,8% no ranking das instituições que mais merecem a confiança dos brasileiros.
Veja o relatório completo clicando aqui. A imagem acima foi retirada da página 45.

Apesar dos problemas, dos falsos profetas e dos mercenários da fé que circulam em nosso meio, é animador ver que a população brasileira ainda acredita na Igreja.

"Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos." (Atos 2:46,47)

 

 Fonte: Internautas Cristãos

 


 

 

 


Cristã foi presa após se recusar a emitir uma certidão de casamento a um casal homossexual.

 

 Publicado por  4 de setembro de 2015
Escrivã cristã é presa por se recusar a emitir certidão de casamento para homossexuais

Uma cristã que trabalha como escrivã de um cartório da cidade de Morehead, no estado de Kentucky (EUA) foi presa após se recusar a emitir uma certidão de casamento a um casal homossexual.

Os homens recorreram à Justiça e o juiz federal David Bunning determinou a prisão de Kim Davis por desacato à autoridade, após ela reiterar que não emitiria a certidão de casamento para homossexuais por causa de sua crença religiosa.

Em lágrimas, ela explicou durante a audiência que não seria possível para ela cumprir a ordem por causa da sua fé: “Minha consciência não vai permitir isso. A lei moral de Deus me convence e gera conflitos com os meus deveres”, afirmou.

O juiz lamentou a postura da escrivã: “Eu não faço isso de ânimo leve”, disse ele ao anunciar a prisão de Kim: “É necessário neste caso”.

Kim Davis agradeceu a forma como o juiz ouviu sua versão e decidiu sobre o caso, sem desrespeitar sua crença religiosa: “Obrigado, juiz”, disse ela, enquanto saía escoltada 

 

 


 

TÁ AMARRADO!

Pastora participa de reunião contra intolerância em terreiro

Ao final do encontro, os participantes proferiram orações, ecumenicamente.
Representantes de igrejas cristãs e do governo estadual reuniram-se na tarde desta quarta-feira, 10, com membros de religiões de matriz africana em ato de solidariedade pelos recentes casos de intolerância religiosa.
O encontro, realizado no terreiro Ilê Axé Obá Babá Xeré, em Cajazeira XI, contou com a participação da ialorixá mãe Branca, do secretário estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Raimundo Nascimento, e da pastora Sônia Mota, representando a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese) e o Conselho Ecumênico Baiano de Igrejas Cristãs (Cebic).
"As crianças não podem dizer que são do candomblé por que são discriminadas", constatou mãe Branca durante a conversa. Para ela, a união entre as religiões é um importante passo contra a intolerância religiosa.
"Saio daqui muito emocionada. É um acontecimento histórico para os povos de terreiro. Nunca imaginei que um dia receberia pastores em minha casa. Tenha certeza de que essa luta não será em vão".
Vestida com uma camisa branca e com dizeres "eu respeito as diversidades", Sônia Mota lembrou com repúdio do ato de intolerância religiosa contra a Pedra de Xangô, localizada em Cajazeira X, no dia 12 de novembro.

Indignação
"Nós, enquanto organização de entidades religiosas, não compactuamos com atos de desrespeito à diversidade religiosa. A Cese luta há 40 anos pelo reconhecimento dos terreiros. Essa depredação da Pedra de Xangô causou muita indignação entre nós. Nossa presença hoje (quarta-feira) é justamente para provar isso".
A Pedra de Xangô, que é considerada um monumento sagrado para adeptos de religiões de matriz africana, foi alvo de depósito de aproximadamente 200 kg de sal, pichação e quebra de oferendas no seu entorno.
Segundo Raimundo Nascimento, após o ato, a Sepromi articulou uma série de reuniões entre poderes públicos municipal e estadual e lideranças do candomblé e a comunidade local, para planejar ações de proteção ao espaço e enfrentamento contra a intolerância religiosa.
"Este encontro é resultado do trabalho deste grupo. Entre as medidas acertadas, destacam-se o tombamento e registro especial da Pedra, limpeza, rondas policiais, iluminação e criação de um parque de proteção ambiental", afirma o chefe da pasta.
Ao final, todos deram as mãos e proferiram rezas em iorubá. Mãe Branca fez questão de rezar o Pai-Nosso, sob o comando da pastora.

Publicado no A Tarde
FONTE: http://www.noticiascristas.com

Maioria dos muçulmanos no RJ é brasileiro convertido

11:07Comente Aqui
O estado do Rio de Janeiro tem aproximadamente 2 mil muçulmanos, segundo a Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (SBMRJ). A maioria não é estrangeiro ou filho de muçulmanos, mas brasileiros que resolveram seguir a religião após conhecê-la.
De acordo com a sociedade, dos cerca de 400 afiliados que frequentam a única mesquita no estado, localizada na Tijuca, zona norte, 70% são brasileiros. A maior parte escolheu o islamismo na idade adulta.
“A maioria acha que não somos brasileiras. Quando digo que sou, perguntam se minha família é da Arábia Saudita”, informou a aeronauta carioca Ana Cláudia Mascarenhas, que se converteu ao islamismo há cinco anos. Ela tinha 25 anos quando entrou em uma mesquita.
Antes, foi casada com uma pessoa não muçulmana, teve duas filhas e era adepta do espiritismo. Aos 45 anos, Ana Cláudia conta que se descobriu com a nova religião.
“Desde criança, tinha uma ligação inexplicável com o Oriente Médio. Fui crescendo, gostando cada vez mais e comecei a ler sobre o islã. Quando iniciei na profissão, fui morar em São Paulo, onde o número de mesquitas é muito maior. Conheci alguns muçulmanos, fui apresentada a uma mesquita, recebi o alcorão e fui me envolvendo.”
O respeito e a possibilidade do contato direto com o deus Alá foram os principais motivos que a atraíram ao Islã. “Somos uma família, somos irmãos e adoro isso. Minha relação com a família melhorou muito desde que me reverti [termo que significa conversão para os muçulmanos]. Hoje, minha vida é 100% família e antes não era.”
As filhas, de 21 e 14 anos, não são muçulmanas e a aceitação da escolha da mãe foi difícil. “Muita gente liga o islã ao terrorismo. Se você é muçulmana, faz parte de alguma facção terrorista. Elas tinham vergonha de sair comigo por causa do véu. Foram contra e ficaram sem falar comigo”, lembrou.
“A família achou que estava louca. Minha mãe chegou a arrancar meu hijab (véu). Hoje todos aceitam, se preocupam com minha alimentação quando tem festa, pois sabem que não como carne de porco. Ganhei meu espaço, sem precisar gritar para o mundo.”
Segundo ela, foi precisou mudar hábitos e abdicar de alguns prazeres. “Deixei de ir a bares, coisa que fazia sempre. Parei de beber e fumar. A gente precisa mudar de conduta. Ou aceita e muda o que deve ser mudado ou não é muçulmano”, afirmou Ana Cláudia, que há dois anos conheceu o atual marido, também muçulmano, que teve que fugir da Síria por causa da guerra civil.
"As vestimentas da mulher servem para preservá-las quando estiverem fora de casa ou entre estranhos. Em casa ficamos à vontade".
Para o assessor de imprensa da SBMRJ, Fernando Celino, a reversão não significou muitas mudanças. “Já tinha uma vida mais regrada. Nunca fumei, bebia pouco e nunca fui muito fã de carne de porco. De família católica, ele foi apresentado ao islã por um amigo de infância, muçulmano de berço. Ele se reverteu há dez anos, fascinado com as palavras do Alcorão, livro sagrado do islã.
“A palavra muçulmano significa aquele que se submete voluntariamente à Deus. Ouvimos e obedecemos as ordens de Deus, mas não é uma fé cega. Tudo tem uma razão e uma sabedoria.”
Atendente de telemarketing, Ana Carolina Jimenez, 22 anos, se reverteu há pouco mais de um ano, mas a família ainda não aceita a mudança. “Minha família é totalmente contra. Não gosta da forma como me visto e que eu reze cinco vezes ao dia, mas cada um tem sua crença. Para mim, rezar é um prazer”.
Após conhecer, pela internet, um rapaz muçulmano da Indonésia, ela começou a pesquisar sobre a religião. “Fiquei assustada no início, mas fui conhecer o islã, pois minha visão era completamente diferente. Fique fascinada, pois tudo o que aprendia estava no meu coração desde sempre.” Hoje, são noivos e ele virá ao Brasil para conhecer a família dela e pedi-la em casamento.
As cinco orações diárias tornou-se um prazer. “Há períodos que não podemos orar e sinto falta. É natural. Ninguém reza forçado. Não conheço nenhum muçulmano que reclame", disse Ana Carolina.
De acordo com Ana Cláudia e Ana Carolina, as vestimentas também não são um problema, apesar do calor carioca. Braços, pernas de fora e roupas que marcam o corpo não são recomendados.
Segundo Ana Cláudia, as únicas mudanças negativas da reversão são o preconceito e as agressões, comuns no Rio de Janeiro, a ponto da religião muçulmana ser a segunda que mais sofre com intolerância religiosa no estado.
“Prezamos muito a paz, a confraternização e o bom relacionamento com as pessoas. O contrário do que dizem do islã. Respeitamos todos, mas não somos respeitados”, criticou Ana Carolina. "O preconceito é uma coisa muito séria, muito triste. É um problema de difícil solução, pois falta respeito ao próximo e conhecimento para a pessoa abrir um pouco mais a cabeça", acrescentou Ana Cláudia.
O censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que cerca de 35 mil pessoas seguiam o islamismo no período da pesquisa.

Publiado em Agência Brasil via Exame
FONTE: http://www.noticiascristas.com/